Em onde-investir / renda-fixa

"Crise abriu oportunidades no mercado imobiliário", diz assessor de investimentos

Momento pode ser positivo para esse tipo de investimento se o investidor fizer boas escolhas

prédios São Paulo - imóveis
(Thinkstock)

SÃO PAULO – Tradicionalmente, o investimento em imóveis é um dos preferidos do investidor brasileiro, que costuma ver nesse tipo de aplicação segurança e estabilidade, mesmo em momentos de crise, como o atual. Porém, a evolução dos preços do mercado imobiliário nas capitais brasileiras não prova essa crença no momento atual. O valor dos imóveis não acompanha a inflação e, em alguns casos, há registro de queda nominal nos preços. Isso significa que é o momento de fazer esse tipo de aplicação?

Você está investindo bem seu dinheiro? Faça o teste aqui.

Antonio Brown, sócio da XCare Investimentos, comenta que, para investir em um imóvel, é preciso passar por três etapas primeiramente: cumprir a premissa do bom investidor, de comprar na baixa e vender na alta, estar por dentro dos preços praticados pelo mercado na cidade do investimento e ter auxílio de um bom corretor de imóveis especialista em investimentos.

“Caso a oportunidade que lhe seja apresentada for compatível ao capital que ele está disposto a investir, não vejo o porquê abrir mão da oportunidade. Não recomendo o investir por investir, pois o imóvel não tem liquidez imediata. Por isso as premissas acima e o planejamento prévio têm que ser obedecidos”, comenta o assessor de investimentos.

Brown ainda afirma que, após a compra, o investidor pode optar tanto pela locação quanto pela revenda de imóvel. “Lembro que as construtoras estão com excesso de imóveis em estoque e querem a negociação. Logo, a assessoria de corretor especializado fará a diferença para obter a melhor negociação”, conclui.

Rafael Pavan, sócio da RP Capital Investimentos, por sua vez, comenta que, “sem dúvida, a crise abriu oportunidades no mercado imobiliário”, mas ainda é um momento de cautela. “Uma definição política pode virar muito fortemente os rumos da economia. Particularmente acho que ainda é cedo para uma aposta, gostaria de ver o ambiente político mais definido, ainda que tenha que pagar um pouco mais caro por isso”, atesta.

 

Leia também:

O método do editor-chefe do InfoMoney para economizar (funcionou até quando ele ganhava R$ 1.300/mês)

Baixe um pacote de planilhas financeiras gratuitas

Quer saber se você está investindo bem? Faça uma simulação

 

Contato