Em onde-investir / poupanca

Captação da poupança bate recorde histórico em 2012

Segundo dados do Banco Central divulgados nesta segunda-feira (7), a captação (diferença entre depósitos e saques) no mês passado ficou positiva em R$ 9,205 bilhões

superclose de cofrinho - poupança - finanças
(Getty Images)

SÃO PAULO – A captação líquida (diferença entre depósitos e saques) da caderneta de poupança bateu o recorde histórico em 2012. Segundo dados do Banco Central divulgados nesta segunda-feira (7), a captação no ano passado foi de R$ 49,719 bilhões, resultado de R$ 1,232 trilhão de depósitos e R$ 1,182 trilhão de retiradas. No ano anterior, a captação havia sido de R$ 14,186 bilhões e, em 2010, de R$ 38,681 bilhões (antigo recorde).

Em dezembro, a poupança captou R$ 9,205 bilhões, resultado de R$ 121,846 bilhões de depósitos e R$ 112,640 bilhões de retiradas ocorridas no período de 3 até 31 de dezembro.

Dezembro é o décimo mês consecutivo em que a captação da aplicação mais popular do Brasil fica positiva. Em novembro, os depósitos superaram as retiradas em R$ 4,086 bilhões (R$ 105,060 bilhões de aplicações e R$ 100,974 bilhões de saques).

Mudança nas regras
Desde o dia 4 de maio de 2012 passaram a valer as novas regras de rentabilidade da aplicação: toda vez que a Selic (taxa básica de juro) estiver em 8,5% ao ano ou menos, a poupança passa a remunerar seus aplicadores com 70% da Selic mais TR (Taxa Referencial). Se a Selic estiver em mais de 8,5% ao ano, permanece a regra anterior: TR mais 0,5% ao mês.

Na última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária), encerrada no dia 28 de novembro, a taxa permaneceu em 7,25% a.a. De acordo com o Ministério da Fazenda, com a Selic neste patamar, o rendimento mensal da poupança fica em 0,41% mais TR.

 

Contato