Êxodo

Poupança deve ser descartada com taxa de juro atual, afirma especialista

Existem opções na renda fixa que rendem mais de 70% que a poupança em apenas um ano

SÃO PAULO – O ciclo de aperto monetário no Brasil já dura quase três anos: desde o piso de 7,25% da taxa básica de juros chegando até os atuais 13,25%, alta de 6 pontos percentuais. Se, por um lado, esse aperto monetário é reflexo da economia brasileira, que não vai tão bem assim, por outro, pode indicar que é uma excelente oportunidade para buscar oportunidades na renda fixa. O gestor e sócio da assessoria de investimentos Parmais Alexandre Amorim afirma que a poupança pode ser descartada como opção de investimento com a taxa de juros nesse patamar.

“A poupança é o investimento mais fácil, por isso é o mais utilizado. No entanto, você não ganha dinheiro no mercado sendo preguiçoso e a poupança é o investimento do preguiçoso”, relata Amorim.

De acordo com cálculos feitos pelo especialista, uma LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) de liquidez diária que pague 84% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário), taxa que pode ser encontrada em bancos grandes com facilidade, tem uma rentabilidade 52% maior do que a da poupança em um prazo de um ano. O investimento, ainda por cima, é isento de imposto de renda, como a poupança.

Mesmo o CDB (Certificado de Depósito Bancário), título que não é isento de imposto de renda, é uma opção interessante. Um título que renda 90% do CDI, taxa que também pode ser encontrada facilmente inclusive para aplicações pequenas, segundo Amorim, dará um retorno 35% superior para o investidor do que a poupança em um ano. Já em um CDB que pague 115% do CDI, taxa que é possível encontrar no mercado, de acordo com o especialista, renderá 73% a mais que a poupança, isso já descontando o imposto de renda no mesmo período de aplicação.

Para investimentos em fundos, o especialista sugere os fundos referenciados DI, que aplicam em papéis atrelados à taxa básica de juros, e sempre com a menor taxa de administração possível. Amorim ainda afirma que os fundos de renda fixa, CDB, LCI e LCA são investimentos tão fáceis quanto a poupança e devem ser considerados com mais atenção pelos investidores.

De acordo com dados da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), até fundos DI com taxa de administração de 3%, patamar considerado muito elevado por especialistas, são mais atrativos que a poupança em investimentos com prazo superior a dois anos.

Confira a diferença de rentabilidade da poupança com outros investimentos:

1 ano
 PoupançaLCACDB 90%CDB 115%Tesouro Selic
InvestimentoR$   10.000,00 R$   10.000,00 R$   10.000,00 R$   10.000,00 R$   9.950,00
12R$ 10.719,00R$ 11.092,76R$ 11.174,85R$ 11.509,95R$ 11.258,43
IRisentoisento205,60264,24228,97
ResgateR$ 10.719,00R$ 11.092,76R$ 10.969,25R$ 11.245,71R$ 11.029,45
RentabilidadeR$ 719,00R$ 1.092,76R$ 969,25R$ 1.245,71R$ 1.029,45
Rent. % acima poupança 52%35%73%43%
6 meses
 PoupançaLCACDB 90%CDB 115%Tesouro Selic
InvestimentoR$   10.000,00 R$   10.000,00 R$   10.000,00 R$   9.950,00
6R$ 10.353,26R$ 10.532,22R$ 10.571,12 R$ 10.584,01
IRisentoisento114,22 126,80
ResgateR$ 10.353,26R$ 10.532,22R$ 10.456,89 R$ 10.457,21
RentabilidadeR$ 353,26R$ 532,22R$ 456,89 R$ 457,21
Rent. % acima poupança 51%29% 29%