Pequeno investidor poderá negociar contratos futuros pela web a partir de 26/11

Com o WebTrading, o investidor pessoa física vai poder negociar mini contratos futuros via internet sem maiores complicações

SÃO PAULO – Almejando ampliar a participação do pequeno investidor no mercado de capitais brasileiro, a Bolsa de Mercadorias & Futuros vai lançar, no dia 26 de novembro, o WebTrading. O objetivo deste novo sistema é facilitar, promover e baratear o investimento em contratos futuros na BM&F.

Dessa forma, com o WebTrading, o investidor pessoa física vai poder, do seu computador pessoal ou de qualquer computador conectado à web, negociar mini contratos futuros pela Internet sem maiores complicações. Se você ainda não sabe como funciona o mercado futuro, então aprenda mais, clicando aqui.

Somente serão negociados contratos mini

A escolha dos contratos, que ficou restrita ao Ibovespa futuro e Boi Gordo, e o tamanho, neste sistema só serão negociados mini contratos que representam um décimo dos contratos padrão, foi baseado no fato de que o foco do WebTrading fica com clientes com menor experiência e conhecimento das regras de mercado.

Neste sentido, estes contratos são de mais fácil precificação do que a maioria dos contratos normais, são baseados em pontos e apresentam uma menor volatilidade, facilitando o entendimento e satisfazendo as necessidades e carências do público alvo deste novo sistema.

Sistema reduz os riscos para o investidor

Para obter livre acesso a esse novo sistema de negociação, o investidor só precisará se cadastrar em uma das corretoras associadas, sendo que as grandes vantagens deste novo sistema são os menores custos (cada contrato terá um custo fixo de R$ 3,00), a simplicidade e a redução dos riscos.

O WebTrading é o sistema que controla a realização das operações, restringindo as ofertas de um cliente as suas possibilidades. Para obter uma senha de acesso, o investidor precisa primeiro depositar um valor denominado pré-margem.

Da pré-margem, mecanismo exclusivo do WebTrading, serão descontados os valores referentes à margem inicial de garantia, necessária para qualquer investimento que envolva liquidação futura, e eventuais ajustes, caso o ativo negociado sofra variações negativas.

Com isso, o cliente fica restrito a investimentos condizentes ao seu capital, reduzindo substancialmente os riscos da operação.

Liquidez dos contratos será garantida

Para garantir que a liquidez não migre do pregão convencional para os minicontratos, a BM&F criou a figura do arbitrador. A função desta nova figura será garantir a liquidez dos papéis e corrigir possíveis distorções entre as cotações dos contratos mini e padrão.

PUBLICIDADE

Como os riscos de operação do arbitrador é menor, pois ele opera nos dois mercados, estes também receberão benefícios, como custos especiais de operação e a possibilidade de depósitos menores de margens de segurança.

Infra estrutura tecnológica será fornecida pela BM&F

A infra estrutura tecnológica necessária para atuar neste novo mercado será integralmente fornecida pela BM&F, sendo que, para as corretoras que já negociam contratos pela web, será disponibilizado uma ferramenta que permitirá a comunicação entre o site e o WebTrading.

Já para as corretoras que ainda não oferecem este recurso, a BM&F disponibilizará um “site mutualizado” que possibilitará a identificação visual de cada usuário e sua respectiva corretora.
rio e sua respectiva corretora.