Proteção

Ouro, dólar e Ásia são os “lugares para estar” neste momento, diz veterano investidor Mark Mobius

Na visão do investidor, a Ásia está “em muito boa forma” e há um cenário “interessante” no Brasil, cujo mercado de ações avança em 2022

Por  Mariana Segala

O veterano investidor Mark Mobius, conhecido como “guru dos emergentes”, disse que ativos como o ouro, o dólar e alguns mercados da Ásia são os “lugares para estar” neste momento, diante dos efeitos nos mercados da escalada do conflito entre Rússia e Ucrânia.

Os mercados europeus, por sua vez, não são recomendados por Mobius. “Putin [presidente da Rússia, Vladimir putin] pode aumentar a agressão e decidir ir atrás de alguns dos países europeus que estão apoiando a Ucrânia”, afirmou em entrevista à emissora CNBC na terça-feira (1).

Mobiu reforçou que a situação atual é uma “lição sobre diversificação”. Na visão do investidor, a Ásia está “em muito boa forma” e há um cenário “interessante” no Brasil, cujo mercado de ações está em alta desde o início de 2022.

“A maioria dos mercados asiáticos estão estáveis, com exceção da China, e eles realmente não vão cair muito”, afirmou. “É muito importante que [os portfólios] estejam diversificados, particularmente na Ásia e na América Latina, e até em alguns países africanos”.

Mobius destacou ainda que é importante que os investidores mantenham posições em ouro, além de dólar. A moeda americana, segundo ele, está se saindo bem. O metal, por sua vez, costuma ser um destino para os recursos em busca de proteção contra a inflação.

“Eu diria que, com exceção da China, a Ásia é um lugar para estar, em adição ao dólar e ao mercado de ações dos Estados Unidos”, disse.

O investidor, avesso a criptomoedas, também falou durante a entrevista sobre o movimento de alta do Bitcoin desde a eclosão do conflito. “O Bitcoin mostrou força porque os russos têm uma forma de tirar o dinheiro [da Rússia] ou tirar sua riqueza”, explicou.

“Caso contrário, eles estariam realmente com problemas, com todos os fechamentos das diferentes avenidas para transferir dinheiro”, disse, referindo-se a sanções que vêm sendo impostas ao país como resposta ao conflito.

Nesta quarta-feira (2), o poder Executivo da União Europeia confirmou a exclusão de sete bancos russos do sistema Swift, uma plataforma de troca de informações entre a rede financeira internacional. A medida vai atingir os bancos Novikombank, Otkritie, Promsvyazbank, Rossiya, Sovcombank, VEB.RF e VTB. O bloco europeu também proibiu o envio de euros à Rússia.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe