Ranking mensal

Os melhores fundos de ações e multimercados em maio de 2022 e em 12 meses

Aplicações ligadas ao setor de óleo e gás foram alguns dos destaques entre os produtos com melhor performance no mês

Por  Bruna Furlani

Águas turvas têm bagunçado o cenário para as ações locais, com o Ibovespa alternando entre meses de baixa e de alta. Mesmo em um ambiente mais adverso e de resgates, fundos de ações conseguiram driblar os desafios e avançar até 12,35% em maio, acima dos 3,22% registrados pelo Ibovespa. É o caso do Alaska Black FIC FIA Bdr Nivel I, que ganhou com posições no setor de óleo e gás.

Também se beneficiaram no mês passado, fundos de ações que alocaram em ativos do setor financeiro, mineração, indústria e agronegócio. Gestoras que apostaram na alta do setor de logística também obtiveram boas performances.

Veja os cinco fundos de ações com as maiores altas e quedas em maio:

Retornos dos fundos de ações em maio (%)

5 melhores retornosRetorno mensal
Alaska Black FIC FIA Bdr Nivel I12,35
Guepardo Institucional FIC FIA9,66
Trigono Delphos Income FIC FIA8,65
Forpus Acoes Fc FIA8,04
Trigono Flags 60 Small Caps FIC FIA7,94
5 piores retornos Retorno mensal
Genial Ms Us Growth Fc FIA Ie-25,14
Ms Global Opportunities Adv Fc FIA Ie-12,12
Vitreo Canabidiol FIA Ie-9,81
Western Asset FIA Bdr Nivel I-8,02
Dyn Global Dolar Advisory Fc FIA Ie-6,97

Fonte: Economatica

Já no caso de fundos multimercados, posições em ações também responderam pela maior parte da rentabilidade positiva, com ênfase maior em papéis de energia, commodities, varejo e setor financeiro. Ao mesmo tempo, alocações que apostaram na queda da bolsa americana, em especial de ações de tecnologia, se mostraram um bom trunfo para a carteira.

A liderança entre os multimercados ficou por conta do Logos Total Return FICFI Mult, que obteve retorno de 12,10% em maio, acima dos 1,03% do CDI (taxa de referência da categoria) durante o mesmo período.

Veja os cinco fundos multimercados com as maiores altas e quedas em maio:

Retornos dos fundos multimercados em maio (%)

5 melhores retornosRetorno mensal
Logos Total Return FICFI Mult12,10
Vista Multiestrategia Fc FI Mult6,70
Forpus Multiestrategia FI Mult LP4,01
Moat Capital Equity Hedge FICFI Mult3,49
Gap Multiportfolio Fc FI Mult3,43
5 piores retornos Retorno mensal
Vitreo Criptomoedas FICFI Mult Ie-26,68
Gonorth American Equity Reais Mult Ie FI-15,27
Fof Mult Global Equities Mult Ie FICFI-8,51
Schroder Tech Equity LS Fc FI Mult Ie-8,09
Caixa Fc Mult Multig Global Equities Ie-7,39

Fonte: Economatica

O levantamento do InfoMoney levou em conta dados extraídos da plataforma Economatica em 8 de junho. Foram considerados veículos não exclusivos, com gestão ativa, patrimônio líquido médio superior a R$ 100 milhões em 12 meses e mais de 99 cotistas no fim de maio.

Na categoria de renda variável, foram excluídos fundos setoriais e monoações. Entre os multimercados, não foram considerados fundos de crédito privado.

O que os especialistas da XP recomendam para você? Clique aqui e faça uma simulação de investimentos gratuita, sem robôs

Os números utilizados na pesquisa servem para dar uma referência ao investidor em termos de consistência, mas é preciso lembrar que retornos passados não são garantia de rentabilidade futura.

Ações: aposta em small caps 

Entre os fundos de ações, três produtos da Trígono Capital focados em small caps (empresas de menor valor de mercado) tiveram destaque no acumulado dos 12 últimos meses: Trígono Flagship, Trígono Delphos e Trígono Verbier.

Werner Roger, CIO da gestora, explica que o desempenho dos três foi puxado especialmente pelos investimentos em Ferbasa (FESA4), São Martinho (SMTO3) e Kepler Weber (KEPL3).

Melhores fundos de ações em 12 mesesRetorno
em maio (%)
Retorno
no ano (%)
Retorno
em 12 meses (%)
Retorno
em 3 anos (%)
Trigono Delphos Income FIC FIA8,6513,1117,18186,47
Absolute Pace Long Biased Fc FIA6,1016,9613,0386,16
Navi Compass Fc FIA0,763,769,7419,42
Trigono Verbier Fc FIA7,399,728,83136,80
Charles River FIA4,4713,108,4592,94
Kadima Long Short Plus Fc FIA0,473,907,3930,35
Mcr-Principal FIA – Bdr Nível I0,033,186,4284,44
BB Acoes Brl Universal Brands Ie Pvt FI-0,91-6,666,03
Trigono Flagship Small Caps FIC FIA7,237,965,76162,25
Guepardo Institucional FIC FIA9,665,904,1195,29

Fonte: Economatica

No caso da Ferbasa, Werner afirma que a tese se resume a preços – o papel é hoje a principal posição nas carteiras. O executivo destaca que a empresa produz ferroligas, que são essenciais para o aço inox, além de ferro cromo e ferro silício, que viram as cotações subirem de forma vertiginosa nos últimos meses.

Ao comentar sobre as vantagens da empresa, o CIO afirma que a companhia tem se destacado com a queda nos encargos regulatórios e com a mudança da bandeira de escassez hídrica para verde – ao contrário dos concorrentes que estão sofrendo com os aumentos de energia no exterior.

Outro destaque está na Kepler Weber, que reportou o melhor trimestre da empresa. Na avaliação de Werner, a companhia deve seguir se beneficiando do déficit de silos que há no País e das perspectivas de incremento da produção agropecuária.

Embora a companhia tenha visto um incremento nos custos com o aumento do preço do aço, o profissional reforça que ela conseguiu uma boa janela para comprar o produto de forma mais barata e que conseguiu repassar 100% do reajuste para os clientes.

A Tupi também está entre os papéis preferidos. Para Werner, a recente aquisição da MWM, juntamente com a compra da Teksid feita no ano passado, podem fazer com que a empresa dobre de tamanho. “É uma das melhores relações risco e retorno da carteira. Tem menor volatilidade das commodities e é beneficiada pela demanda forte dos Estados Unidos com investimentos fortes em infraestrutura”, diz.

Na avaliação do CIO, todas as companhias possuem estrutura de capital forte, geram muito caixa, pagam bons dividendos e estão muito descontadas, especialmente Tupi, Ferbasa e Kepler Weber.

Óleo e gás e materiais

Papéis ligados ao setor de energia e de materiais também ajudaram a garantir os bons retornos para alguns fundos multimercados, como o Logos Total Return em maio. Quem explica é Ricardo Vieira, sócio-fundador e CEO da Logos Capital, que diz que o fundo foi ajudado pela reprecificação que alguns ativos tiveram na passagem de abril e maio.

Na parte de materiais, as ações da Suzano (SUZB3) foram uma das grandes vencedoras de maio. O profissional argumenta que a geração de caixa da empresa segue elevada e que a companhia vem investindo mais em novas plantas – o que deve refletir no preço mais para frente. Isso sem contar no salto recente dos preços da celulose, que beneficiam o negócio.

Já entre os papéis ligados ao setor de óleo e gás, destaque para companhias como a 3R Petroleum (RRRP3), Petroreconcavo (RECV3) e PetroRio (PRIO3). Há também uma posição menor em Petrobras (PETR3);(PETR4), que foi diminuída recentemente diante de toda a crise envolvendo a empresa.

O setor responde por uma posição relevante da carteira e é um dos grandes trunfos da gestora. Vieira argumenta que o petróleo não deve seguir a US$ 120 dólares, mas defende que o preço da commodity deve continuar alto porque não houve investimento de forma ampla no passado. “O petróleo esbarra em uma questão de oferta que deve sustentar o preço elevado por mais alguns trimestres, mesmo se a guerra acabar”, acrescenta o CEO da Logos.

Entre as mudanças recentes feitas na carteira está o aumento da posição no setor de concessões públicas (utilities) com a capitalização da Eletrobras (ELET3); (ELET6). Hoje, o ativo é um dos principais da casa.

Multimercados: sem Petrobras na carteira

Outra gestora que recebeu destaque mais uma vez entre os multimercados foi a Vista Capital, com os fundos Vista Hedge e Vista Multiestrategia. Em carta divulgada a clientes, a gestora afirma que adotou uma postura mais cautelosa e se mostrou preocupada com o cenário atual de eleições.

“No ciclo atual, não conseguimos mensurar risco e projetar valor esperado corretamente como em outras eleições”, disse. “Além da normal incerteza em torno das probabilidades de vitória dos principais candidatos, temos dúvidas importantes (e anormais) em torno dos retornos esperados associados aos diferentes resultados eleitorais”.

Diante de um cenário mais adverso, a gestora informou que fez a “redução expressiva da alocação de risco em Brasil” e pontuou ainda que encerrou a posição que detinha há bastante tempo em Petrobras (PETR3); (PETR4).

Nos últimos meses, a empresa esteve envolvida em uma série de polêmicas, com trocas de indicações para a presidência da petroleira e mudanças no Conselho, além de críticas vindas do presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre os reajustes feitos neste ano e que têm ajudado a pressionar ainda mais a inflação.

Leia mais: 
Defasagem da Petrobras é de R$ 0,82 na gasolina e R$ 0,95 no diesel, dizem importadores
Guedes cita que “caminho da Petrobras” será o mesmo feito na Eletrobras (ELET3)

Alegando que o momento pede redução de volatilidade e risco, a casa disse que as principais contribuições positivas vieram da busca por proteção (hedge), com posições que se beneficiam do recuo nos juros globais como defesa contra choques adversos de demanda, além da alocação que aposta na alta de ações locais de commodities.

A gestora afirmou também que tem adotado uma estratégia de proteção por meio de posição vendida (que aposta na queda de papéis) em Bolsa americana, que ajudou a garantir ganhos na passagem de abril para maio.

“A nossa tendência em ambientes tão imprevisíveis é pensar de forma ainda mais probabilística, fugindo de certezas e sempre buscando operações com bom risco-retorno ou hedges que nos protejam de forma eficiente de viradas bruscas no cenário”, finalizou a Vista.

Melhores fundos multimercados em 12 mesesRetorno
em maio (%)
Retorno
no ano (%)
Retorno
em 12 meses (%)
Retorno
em 3 anos (%)
Vista Multiestrategia Fc FI Mult6,7046,8058,70200,36
Itau Vertice Optimus Extreme Mult Fc3,0914,9036,64
Capstone Macro A FICFI Mult2,2423,9332,76
Xp Macro Plus Fc FI Mult1,6921,8931,4256,88
Asa Hedge Fc FI Mult-1,1521,5927,9349,98
Vinland Macro Plus Fc Mult0,8117,8126,8580,31
Spx Nimitz Feeder FIC Mult1,3818,7724,3449,04
Gap Multiportfolio Fc FI Mult3,4316,5924,2453,68
Vista Hedge Fc FI Mult2,9017,5022,9258,84
Kapitalo K10 Fc FI Mult2,9313,7622,67

Fonte: Economatica

O que os especialistas da XP recomendam para você? Clique aqui e faça uma simulação de investimentos gratuita, sem robôs

Compartilhe