Carteira recomendada

Os fundos imobiliários preferidos dos analistas para comprar em setembro

Logística segue como o setor favorito das casas de análise, com dois dos cinco nomes do portfólio; BTG Logística e XP Malls são novidades na carteira

(Getty Images)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Pelo segundo mês consecutivo, o setor de galpões logísticos é o preferido dos analistas de fundos imobiliários para investir, com dois nomes entre os cinco mais recomendados para o mês de setembro.

Com a maioria dos contratos de locação sendo de longo prazo e atípicos, isto é, sem a possibilidade de renegociação, os fundos de logística têm se mostrado mais resilientes na crise e, inclusive, apresentado um forte desempenho em meio ao avanço do e-commerce, com ganhos que chegam a superar 30% em 12 meses.

Apesar da valorização, Renan Manda, analista de fundos imobiliários da XP, avalia que o segmento ainda não está caro, ainda que seja necessário analisar cada fundo no detalhe.

Neste mês, diz Manda, os investidores devem monitorar o ritmo de retomada da economia brasileira, com a reabertura do comércio e o fluxo de clientes em shoppings, bem como a volta de empresas aos escritórios. “Isso vai ditar o que podemos esperar lá para frente.”

A possibilidade de uma segunda onda de contaminações pela Covid-19, bem como o desenvolvimento de uma vacina contra a doença, também devem seguir no radar.

Leia também:
Saiba como investir em fundos imobiliários agora: evento reúne Efraim Horn, Rubens Menin, executivos e gestores do setor

Além disso, apesar da ausência de evoluções na questão da reforma tributária, entregue ao Congresso em agosto, o tema deve permanecer nos holofotes do mercado nos próximos meses.

“Até o momento, há pouca visibilidade dos impactos da reforma no universo de fundos imobiliários, mas acreditamos que a discussão sobre a tributação de dividendos poderá ser a maior geradora de ruídos nos ativos de FIIs”, assinala Manda.

Novidades na carteira compilada pelo InfoMoney deste mês, BTG Logística e XP Malls receberam quatro e três recomendações, respectivamente. Saíram do portfólio Vinci Logística e CSHG Renda Urbana.

A carteira de fundos imobiliários do InfoMoney conta com os cinco papéis mais recomendados por nove casas de análise. No entanto, ainda sem terem selecionado os ativos deste mês, BB Investimentos e Itaú BBA não participaram do levantamento.

Confira a seguir os fundos imobiliários mais recomendados pelos analistas para setembro:

Fundo Código Recomendações Retorno em agosto Retorno em 12 meses
BTG Pactual Fundo de Fundos (BCFF11) 4 +6,26% +14,29%
BTG Pactual Logística (BTLG11) 4 -1,69% +13,15%
JS Real Estate Multigestão (JSRE11) 4 +0,29% -3,22%
XP Malls (XPML11) 4 +4,13% -0,56%
XP Log (XPLG11) 3 +1,08% +33,11%
Ifix (IFIX) +1,79% +4,72%

OBS.: A rentabilidade leva em consideração o reinvestimento dos dividendos.
Fontes: Economatica e corretoras (Ativa Investimentos, BTG Pactual, Guide, Mirae Asset, Necton, Santander Corretora e XP).

BTG Pactual Fundo de Fundos (BCFF11)

Com quatro recomendações para este mês, o fundo de fundos imobiliários (FOF) do BTG Pactual está entre os preferidos das casas de análise.

Em relatório, a Guide destaca a carteira bem diversificada do fundo em termos de segmentos, com nomes que negociam a descontos atrativos em relação ao valor patrimonial.

Os analistas chamam atenção para a forte posição de caixa do fundo, com cerca de R$ 300 milhões, o que possibilita ao fundo aproveitar oportunidades pontuais geradas por oscilações de mercado ou participar de ofertas restritas.

De acordo com o relatório gerencial mais recente, o fundo possuía 17% do patrimônio líquido em caixa no mês de julho.

Já a Mirae Asset diz seguir otimista com o segmento de FOFs e que, diante do cenário de juros baixos, o dividend yield (retorno com dividendos) dos fundos imobiliários deverá continuar superior à taxa Selic, sendo uma boa opção para investidores.

BTG Pactual Logística (BTLG11)

Novidade na carteira compilada pelo InfoMoney, o fundo de galpões logísticos do BTG Pactual recebeu quatro recomendações para setembro.

Em relatório, o time de análise da Ativa Investimentos destaca que grande parte dos contratos de locação do fundo são atípicos de longo prazo e possuem qualidade de locatário.

Além disso, os analistas mencionam a diversificação de setores da indústria na carteira, com companhias como Natura, BRF, Itambé e Femsa.

Na avaliação da Guide, o BTLG é o melhor nome dentro do segmento de logística, uma vez que possui um amplo horizonte de aquisições, valor reprimido em ativos do portfólio e um desconto de 15% a 20% da relação entre valor de mercado e valor patrimonial ante seus principais pares.

JS Real Estate Multigestão (JSRE11)

Com um portfólio híbrido, composto por edifícios corporativos, cotas de outros fundos e recebíveis imobiliários, como CRIs e LCIs, o fundo do Safra também recebeu quatro recomendações para este mês.

De acordo com a Santander Corretora, o fundo possui imóveis bem localizados, de alto padrão e ativos que, na visão dos analistas, terão maior resiliência no cenário pós-coronavírus.

A avaliação é de que haverá pouca disponibilidade de novos ativos com padrão e localização similares na cidade de São Paulo, o que é um diferencial para o fundo.

Já o time da Necton considera a forte queda no ano, de 16,6%, uma oportunidade para adquirir ativos de alta qualidade com boas expectativas de renda futura.

XP Malls (XPML11)

O fundo de shopping centers da XP voltou a ficar entre os mais recomendados em setembro, com quatro menções.

De acordo com a Mirae Asset, que incluiu os papéis na carteira, a expectativa é de que haja uma recuperação nas vendas ao fim do terceiro trimestre deste ano, com maior ênfase no último trimestre e no começo de 2021.

Para o BTG Pactual, apesar de o segmento de shoppings estar atravessando um grande teste de curto prazo, o setor é resiliente e poderá performar de maneira positiva nos próximos meses.

A escolha do XP Malls, segundo os analistas do BTG, se deve à diversificação dos ativos que compõem o portfólio, à gestão alinhada com o interesse dos cotistas bem como devido a uma boa liquidez das cotas.

“Além disso, o portfólio do XPML possui ativos de difícil replicação, em regiões com pouco ou nenhum espaço para o desenvolvimento de empreendimentos semelhantes”, escrevem.

XP Log (XPLG11)

O fundo de logística da XP, que entrou na seleção compilada pelo InfoMoney em agosto, voltou a integrar o ranking dos fundos mais recomendados para este mês, com três menções.

De acordo com o BTG Pactual, o fundo possui um portfólio pulverizado com ativos bem localizados, locatários de qualidade, boa liquidez e gestão experiente.

No último mês, o fundo anunciou a aquisição de dois novos ativos para compor o portfólio com os recursos de sua quarta emissão de cotas, encerrada em julho e na qual captou R$ 600 milhões.

Enquanto o primeiro ativo está localizado no Rio de Janeiro, com área construída de 57 mil metros quadrados, o segundo está situado em São Paulo e ainda será edificado, com projeção de área de 79 mil metros.

Conheça as melhores análises e oportunidades em Fundos Imobiliários: participe do FII Summit, entre 22 e 24 de setembro – online e gratuito!