Ações Garantem Futuro

“O investidor iniciante precisa de alguém para dizer o que ele não deve fazer”, diz Barsi

Em live comemorativa, megainvestidor falou sobre seu método de investimento e as teses em que aposta atualmente

Por  MoneyLab -

O Ibovespa, principal índice do mercado acionário nacional, tem 54 anos de existência. Há 53, Luiz Barsi investe em papéis do referencial e da bolsa como um todo. Ou seja, a história do maior investidor individual da B3, ativo e operante em 2022, se confunde com o desenvolvimento do ambiente de negócios profissional que passamos a ver com cada vez mais naturalidade na bolsa.

Não por acaso, Barsi, hoje bilionário, se tornou exemplo de investidor, muito por ter criado seu próprio modelo de investimento e encontrado um enorme sucesso com ele. Nessa linha, beber na fonte do seu vasto conhecimento é naturalmente um desejo de muitos agentes que já trabalham na área ou, ainda mais importante, de pessoas que estão dando os primeiros passos no mundo das finanças.

E o workshop Jeito Barsi de Investir, que ocorreu nos últimos dias 15, 16 e 17 permitiu exatamente isso. Organizado pelo Ações Garantem Futuro (AGF), plataforma comandada por Louise Barsi, Fabio Baroni e Felipe Ruiz e que difunde o método de Barsi, o evento contou com a presença do megainvestidor, que respondeu perguntas sobre algumas teses de investimento e, principalmente, sobre sua visão de mercado. Saiba mais clicando aqui.

“O mercado não se modifica de forma violenta, ele vai progressivamente se alterando. Aqueles que tentam mudar o mercado de forma rápida, acabam muitas vezes se encaminhando para o insucesso. O sucesso, por outro lado, costuma estar em investir num horizonte de médio e longo prazo. Por isso eu raramente compro ações com o objetivo de vendê-las rapidamente”, disse.

“Mas eu estou no mercado há cinco décadas. Quando você pensa no investidor que está começando, dá para traçar paralelos com um bebê. Os pais ensinam a comer, andar, falar… na bolsa é parecido. Quando você não tem experiência, costuma se agarrar à experiência de outra pessoa. Então, mais do que dizer o que ele deve fazer, o investidor novato precisa de alguém para dizer o que ele não deve fazer.”

Barsi, obviamente, sabe do que está falando. Além de ter um portfólio que proporciona um grande volume de renda passiva há décadas, a partir do método que ele mesmo desenvolveu, o investidor transmite o seu conhecimento para as gerações futuras. Começou com sua filha, Louise, e hoje é o símbolo de um produto estruturado, o AGF, que ensina o Jeito Barsi de Investir.

“O AGF nasceu com a missão de simplificar e democratizar a jornada do investidor rumo à independência financeira. Atualmente somos a maior referência em renda passiva do Brasil, e oferecemos uma experiência única aos nossos clientes por meio de um ecossistema eficiente de investimentos, que inclui treinamentos online e uma plataforma digital com inúmeras funcionalidades (AGF+) ao investidor que busca viver de renda”, diz Felipe Ruiz, sócio do AGF e ex-diretor da RBI, holding do fundo 3G dona do Burger King.

Dando um passo atrás, investir em dividendos é um caminho adotado por quem busca estabilidade financeira a longo prazo, sem necessariamente lidar com as oscilações da bolsa de valores. Mesmo durante os períodos de maior volatilidade, a possibilidade de receber anualmente uma fração do lucro das empresas na qual se investiu é uma forma de garantir rentabilidade sem lidar com o estresse diário desse mercado.

O lucro líquido de uma empresa que, anualmente, é distribuído entre os acionistas de acordo com a quantidade de ações que cada um possui, corresponde aos dividendos. E, como os recursos são pagos sem que o investidor “faça esforço” para recebê-los, essa modalidade é chamada de renda passiva. É diferente do salário, por exemplo, considerado renda ativa porque só é pago mediante a entrega de trabalho.

“Um investidor focado em valorização pode cair na armadilha de comprar um papel só quando ele já tiver valorizado tudo que tinha para valorizar. Assim, precisa saber a hora de comprar e de vender. O investidor focado em dividendos, por outro lado, pode até torcer para que sua ação caia, podendo, assim, comprar uma posição maior naquele ativo”, diz Barsi.

Pensando nisso, e com o objetivo de disseminar o método Barsi para investidores como você, o AGF criou um treinamento para te ajudar a navegar no mundo da renda passiva. São 30h de aulas gravadas, divididas em seis módulos e disponíveis por um ano, três meses de mentoria exclusiva com o AGF e uma aula extra com o próprio Barsi. Tudo isso por R$ 3.297 ou 12x de R$ 274,75. Inscreva-se.

“Com o treinamento Jeito Barsi de Investir você tem finalmente a oportunidade de não depender de ninguém e assumir as rédeas do seu futuro, começando hoje mesmo a construir sua liberdade financeira sendo sócio de empresas essenciais ao país, obtendo renda a partir de seus lucros. É um passo a passo que serve para todas as pessoas e idades. Não é necessário ter conhecimento sobre mercado de ações para conseguir realizá-lo”, explica Fabio Baroni, resume da AGF.

Compartilhe