Em onde-investir

Investimento em hotéis nos EUA promete ganhos de 15% ao ano e pode dar Green Card

Investidor pode optar por investir em projetos novos ou em hotéis que já estão em operação

Bandeira dos EUA imóveis
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Há diversas formas de investir nos Estados Unidos. Seja aplicando dinheiro na bolsa americana, investindo em imóveis, abrindo uma empresa própria, comprando franquias, como também, investindo em hotéis. 

Em entrevista ao InfoMoney, André Salles, diretor de vendas de investimentos da Driftwood Acquisitions & Development, uma das 10 maiores operadoras e desenvolvedoras de hotéis nos EUA, contou que investidores podem escolher entre diversos projetos ao longo do ano e que além de apresentarem rentabilidades atraentes, podem até garantir a estadia permanente do investidor estrangeiro no país.

Atualmente a empresa opera 50 hotéis nos EUA de marcas líderes no mercado, como Hilton, Marriott e Hyatt, e possui um pouco mais de US$ 1 bilhão em ativos. Segundo o executivo, o faturamento da empresa em 2016 superou US$ 350 milhões.

Salles explica que são duas as linhas de investimento: aquisição de hotéis que já estão operando e construção de novos. Na primeira, a empresa compra um hotel que já está pronto e operando, mas que tem possibilidade de melhorias, como reformas, por exemplo. Nesta modalidade a Driftwood assume a operação do hotel e depois convida o investidor a co-investir.

“Nós compramos um hotel, ficamos com ele em torno de cinco anos e depois vendemos para realizar o ganho”, conta. André explica que não se trata de um fundo de investimentos, visto que a pessoa entra como sócia de um hotel específico. “A aplicação se dá em cotas mínimas de US$ 100 mil e o rendimento é de 15% ao ano”.

A segunda linha de investimento se baseia na construção de um novo empreendimento. “A construção leva em torno de dois anos, ficamos com o negócio por cinco anos, vendemos para realizar o ganho e depois construímos mais”, explica. Diferentemente da aquisição, nesta categoria o investimento se dá por meio do visto EB-5, programa do governo americano que permite ao estrangeiro investir US$ 500 mil em projetos nacionais para gerar novos empregos – e como benefício, fornece o Green Card.  

“O mercado de hotéis é sólido, costuma sofrer pouco nas crises. Sofre, mas recupera rápido, porque tenta equilibrar a taxa de ocupação com o valor médio da diária”, afirma Salles. No momento há dois projetos disponíveis para investimento: hotel Hilton, em Dallas (Texas) e o Sheraton, em Detroit. “Estamos otimistas e planejamos um crescimento acentuado para o ano de 2018”, conclui.

Quer investir melhor seu dinheiro? Clique aqui e abra uma conta na Rico

 

Contato