Em onde-investir

Quer morar nos EUA? Escritório no Brasil ajuda a conseguir green card investindo

Centro regional da LCR Capital Partners aplica em rede de fast food

Dunkin Donuts - Bloomberg
(Bloomberg)

SÃO PAULO – O EB-5, programa de vistos para investidores nos EUA é uma porta de entrada para morar no país que vem sendo cada vez mais utilizada por brasileiros. O investimento mínimo para participar do programa não é baixo, está em US$ 500 mil e normalmente envolve negociações com centros regionais nos EUA. No entanto, um dos centros regionais do programa tem sede em São Paulo e está captando investidores atualmente e pode ser uma boa alternativa para o investidor.

Você tem dúvidas sobre como organizar suas finanças? Quer investir melhor? Cadastre-se gratuitamente no Ganhe Mais e tenha acesso a uma rede de centenas de planejadores financeiros certificados e capacitados 

O centro, da LCR Capital Partners, contará com 24 investidores, cada um com investimento de US$ 500 mil que será aplicado em franquias da rede de fast-food Dunkin Donuts. “As lojas serão na região nordeste dos EUA, em Nova York, e a taxa de sucesso das franquias da companhia é de 99%”, relata Carlos Hawker, Chief Development Officer. Além disso, o centro já foi aprovado pelo governo dos EUA.

Carlos Hawker destaca que uma das principais vantagens desse centro é o fato de que o investidor brasileiro gosta de fazer negócios no Brasil, com outros brasileiros e que esse é o único centro regional do EB-5 que conta com escritório no país.

De acordo com Hawker, a rentabilidade do investimento é baixa, apenas uma correção monetária. “Mas o investidor que quer o green card não deve se preocupar com altas rentabilidades, pois elas sempre vêm sempre com maior risco para o investimento”, aponta. Outra vantagem de investir no EB-5 por meio de centros regionais é que o investidor não comandará os negócios e pode morar em qualquer parte dos EUA que preferir.

Hawker ainda conta que, apesar de haver uma forte procura de pessoas do Rio de Janeiro e São Paulo para participar do centro da LCR, também há uma demanda forte de investidores de outras regiões do Brasil, especialmente do Sul. Os destinos mais procurados pelos brasileiros para morar nos EUA, de acordo com o executivo, são a Flórida, Nova York e a Califórnia.

O diretor da LCR Capital Partners relata ainda que, após a conclusão desse projeto, há a expectativa de serem lançados mais quatro centros regionais, todos investindo em redes de fast food nos EUA.

Assessoria legal
Jeffrey Marathas, especialista em Direito da Imigração nos EUA e sócio da filial do escritório Godke Silva & Rocha em Miami afirma que o investidor deve entender bem como funciona um centro regional antes de aplicar o dinheiro nele, para assim evitar qualquer problema depois.

Além disso, ainda existe a possibilidade de haver um aumento no valor mínimo de investimento do EB-5, que não é revisado desde 1990, data da criação do programa. Se esse aumento acontecer, será anunciado em setembro desse ano, provavelmente, mas ainda não há como saber, aponta o especialista.

Marathas ainda afirma que uma das principais vantagens de se investir por meio de um centro regional é poder morar em qualquer região dos EUA sem se preocupar com como o negócio está sendo gerido. “Para quem quer se aposentar ou não quer gerir um empreendimento, é a melhor opção”, relata.

Você está investindo bem seu dinheiro? Faça o teste aqui

 

Contato