Onde Investir

Não se preparou para a aposentadoria? Saiba quanto poupar depois dos 35

Para especialista, o mais importante é que a pessoa tenha disciplina para não protelar, mais uma vez, o planejamento para a aposentadoria

SÃO PAULO – Muitas são os objetivos que aparecem ao longo da vida: filhos, estudos, viagens ou comprar uma casa são apenas alguns dos exemplos de situações que exigem prioridade financeira das pessoas. Com tantos gastos, muitas delas acabam protelando e não se preparam adequadamente para a aposentadoria quando o tempo ainda está a seu favor. E agora? Como iniciar um planejamento de aposentadoria aos 45 ou até 55 anos sem ter se planejado adequadamente no passado?

Acompanhe a cotação de todos os fundos imobiliários negociados na BM&FBovespa

Para a CFP, planejadora financeira certificada pelo IBCPF, Annalisa Blando Dal Zotto, mesmo em casos extremos, ainda existe salvação. Segundo a especialista, aos 40 anos, as pessoas costumam estar no seu auge profissional e, por isso, é um bom momento para aproveitar e iniciar o planejamento para a aposentadoria, caso ainda não tenha o feito.

PUBLICIDADE

O primeiro passo importante para esse planejamento é disciplina. “Aos 45 anos, a pessoa tem ainda mais 20 anos para contribuir para o INSS, o que é um ponto positivo, se ela conseguir manter o pagamento”, afirma a planejadora financeira. Além de recolher para a previdência social, é importante que a pessoa faça um plano mensal de aportes periódicos para investir.

Quanto mais tarde a pessoa começar a poupar, mais ela deverá guardar e investir para se aposentar confortavelmente. A renda para a aposentadoria “é obtida pelo conjunto de rendas e investimentos acumulados ao longo da vida. Neste contexto, o INSS, a previdência privada do casal, rendas de alugueis, dividendos, entre outros, comporão este valor no futuro”, afirma a planejadora financeira.

Uma estratégia que a especialista recomenda é investir em fundos de índices, os ETFs (Exchange Traded Funds, na sigla em inglês) todo mês. Para Annalisa, essa estratégia é muito boa no longo prazo, pois o mercado tende a manter tendência de alta, apesar das oscilações. “A pessoa tem ainda 25 anos pela frente (caso tenha 40 anos de idade), se a bolsa está baixa a pessoa pode ter um momento para aumentar sua participação”, afirma.

Ainda nessa estratégia, a planejadora financeira afirma que 5 anos antes da hora de se aposentar é o momento para começar a desmontar essas posições e aplicar em posições mais conservadoras, como a renda fixa e poupança.

Quer saber mais sobre os termos usados no mercado financeiro? Acesse o glossário InfoMoney

Para quem está com uma idade mais avançada e ainda não começou a se planejar, a hora é agora, protelar mais apenas deixará a situação mais crítica. Annalisa ressalta que, quanto mais cedo a pessoa começar a se preparar, melhor.

PUBLICIDADE

Em um cenário que a pessoa deseje se aposentar aos 65 anos, vivendo com R$ 10 mil por mês, contando nesse montante com uma pensão mensal de R$ 3 mil do INSS e supondo uma expectativa de vida de 95 anos, quem começar a se planejar 35 anos precisa juntar apenas R$ 1813,85 por mês, enquanto quem começar aos 55 precisa aplicar R$ 8210,84 ao mês.

Confira a simulação completa de quanto é necessário acumular por mês para uma aposentadoria com R$ 10 mil ao mês:

 35 anos
45 anos
55 anos
Otimista (taxa real de 8% ao ano)R$ 1050,00R$ 2599,25R$ 8210,84
Normal (taxa real de 5% ao ano)R$ 1813,85R$ 3644,54R$ 9581,12
Pessimista (taxa real de 2% ao ano)R$ 3010,55R$ 5026,56R$ 11153,90

*O cenário considera que o investidor terá uma expectativa de vida de 95 anos e sacará R$ 7 mil mesalmente do total investido, mais R$ 3 mil pelo INSS. Cálculos feitos pela CFP, planejadora financeira certificada pelo IBCPF, Annalisa Blando Dal Zotto.