Anbima

Milionários diminuem participação na indústria de fundos nacional

No primeiro mês de ano, os investimentos destes clientes representaram 14,85% do PL total, ante 15,2% verificados em dezembro

SÃO PAULO – A participação dos investidores private (com investimentos acima de R$ 1 milhão) no PL (Patrimônio Líquido) total da indústria de fundos de investimentos registrou queda em janeiro, de acordo com dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

No primeiro mês do ano, os investimentos destes clientes representaram 14,85% do PL total, ante 15,2% verificados no mês de dezembro.

De acordo com a Anbima, o patrimônio líquido dos clientes do segmento private atingiu R$ 344,529 bilhões em janeiro, diante de um total de R$ 2,320 trilhões investidos. Em dezembro, os clientes private tinham R$ 330,857 bilhões investidos em assets (gestoras de recursos) e instituições financeiras, enquanto o PL total era de R$ 2,177 trilhões.

Institucionais e corporate
Segundo a Anbima, os institucionais seguiram na liderança entre os principais investidores de fundos no País. Em janeiro, esses investidores representavam 37,86% (R$ 878,631 bilhões). No mês anterior, eles responderam por 35,55% do total, ou R$ 773,885 bilhões.

Já os investidores do segmento Corporate foram responsáveis por 13,63% do PL, equivalente a R$ 316,234 bilhões.