Conteúdo Patrocinado
Oferecido por

Messem alcança marca de R$ 1 bilhão de patrimônio e avisa: “é só o começo”

Agente autônomo credenciado à XP Investimentos diz que ainda há muito a crescer, e percurso passa por educação financeira

arrow_forwardMais sobre

O momento é de recessão na economia, mas há quem consiga contornar essa situação e bater marcas de sucesso. É o caso da Messem, agente autônomo de investimentos que acaba de atingir o patamar de R$ 1 bilhão de patrimônio. “É só o começo. A nossa trajetória ainda está no início”, conta Mauro Silveira, sócio do escritório.

Silveira diz que a marca bilionária representa a solidez da operação, transmitindo maior segurança aos clientes, mas não se contenta com essa conquista. Para continuar a crescer, a Messem aposta na educação e mudança cultural no Brasil. “Ainda temos uma grande quantidade de pessoas que investe mal – o maior erro do brasileiro é a falta de informação”, explica Felipe Scheffler, também sócio do escritório.

Os sócios explicam que muitas vezes o brasileiro acredita que está investindo bem, mas não sabe que está perdendo oportunidades porque não compara com outras alternativas. Um bom exemplo é a Poupança, modalidade de investimento mais popular dos brasileiros e muito criticada por especialistas por conta da baixa rentabilidade. Ela está pagando algo próximo a 8,6% ao ano, muito abaixo dos 14% da meta da taxa Selic, que serve de referência para as demais aplicações de renda fixa. Segundo números do Banco Central, os brasileiros mantêm mais de R$ 640 bilhões aplicados na Poupança.

O assessor de investimento, também conhecido como agente autônomo, é peça fundamental nessa transformação educacional. Embora ele não faça a gestão da carteira, é o responsável por auxiliar os clientes a escolher as aplicações financeiras mais adequadas aos seus objetivos.

Os clientes da Messem investem, majoritariamente, em produtos de renda fixa, como títulos públicos. “Mesmo com o cenário de queda de juros, continuaremos a ter uma taxa elevada por muito tempo, sendo uma das mais altas do mundo”, explica Silveira. Cerca de 70% do patrimônio está atrelado a renda fixa, que tem um perfil de risco mais baixo. O restante está dividido entre fundos de investimentos (20%) e renda variável (10%).

O escritório tem como objetivo clientes de alta renda, na faixa superior a R$ 300 mil, embora a base de clientes seja diversificada entre as faixas de investimento e perfis de risco. Um diferencial em relação a outros escritórios é o número da equipe – são 50 profissionais distribuídos nas diferentes modalidades de investimentos, tornando-se o maior time entre os escritórios credenciados da XP.

E o crescimento no patrimônio não é o único motivo para comemorar. Esse tem sido um ano de celebração para a Messem: em junho, foi premiada como o melhor escritório no Brazil Advisor Awards 2016. Essa é a premiação da XP Investimentos, instituição que conta com a maior rede de agentes autônomos credenciados no Brasil, para reconhecer os nomes de destaque.

A Messem é credenciada à XP desde a sua constituição, em 2007. “A XP tem sido uma parceria essencial, por todo o respaldo que nos deu e pela prateleira de produtos, que permite acessar qualquer tipo de cliente”, afirma Silveira. “Nossa trajetória está só no começo. Ainda vivemos na cultura do banco, há muito a percorrer no Brasil”, reforça.

Para se tornar um agente autônomo credenciado pela XP Investimentos, clique aqui. A página do LinkedIn “Empreenda com a XP Investimentos” também traz uma série de dicas e informações sobre a profissão.

PUBLICIDADE

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.