Interesse do investidor por renda variável dispara na reta final de 2023

Crescimento foi de 18 pontos percentuais em um mês, puxado por ações e FIIs – que dominam preferência

Monique Lima

Publicidade

O otimismo em relação à renda variável disparou entre pessoas físicas após o Ibovespa subir 13% em novembro – mas ainda antes de alcançar a máxima do ano –, mostra levantamento mensal com assessores e clientes de escritórios ligados à XP.

Segundo 273 assessores de investimentos ouvidos durante os dias 7 e 12 de dezembro, 58% dos investidores apontaram interesse em aumentar a exposição a renda variável, uma alta de 18 pontos percentuais em um mês.

O apetite especificamente por ações teve uma elevação de 12 pontos percentuais, saindo de 44% para 56% em um mês.

Oferta Exclusiva para Novos Clientes

Jaqueta XP NFL

Garanta em 3 passos a sua jaqueta e vista a emoção do futebol americano

Atualmente, cerca de 78% dos respondentes estão com menos de 25% de suas carteiras alocadas em ações. Posições menores do que 10% correspondem a 35% dos clientes, um número considerado alto na pesquisa.

“Isso sugere que investidores individuais estão ficando mais animados com ações, mas ainda muito cautelosos”, avalia Fernando Ferreira, estrategista chefe da XP, em relatório.

A cautela aparece também na escolha dos setores para adicionar posições nos próximos meses. A preferência é por ações defensivas, de setores como financeiro (62%), elétricas e saneamento (61%) e mineração e siderurgia (49%).

Continua depois da publicidade

Entre os principais gatilhos para aumentar o apetite por risco dos clientes, os assessores destacaram mais cortes nos juros e redução dos riscos políticos e fiscais do país.

Leia mais:

O nível de sentimento positivo em relação a Bolsa brasileira chegou a 7,2 em dezembro (de um máximo de 10), após registrar 6,6 no mês anterior – quando teve a primeira elevação depois de três meses.

Quando questionados sobre projeções para o Ibovespa em 2024, 60% dos respondentes sinalizaram uma pontuação acima de 130 mil pontos ao fim do ano. Um mês atrás, a maioria esperava um número entre 120 mil e 130 mil.

Na última quinta-feira (14), o índice de ações cruzou essa faixa dos 130 mil pontos, ao fechar o pregão em 130,84 pontos. Ao longo do dia, o Ibovespa chegou a registrar 131,26 pontos.

FIIs lideram

Apesar do crescimento do interesse por ações, são os fundos imobiliários a classe de ativos que lidera a preferência do investidor. Em dezembro, os FIIs conseguiram desbancar a predominância do interesse por investimentos em renda fixa entre as pessoas físicas.

Fundos imobiliários registraram interesse por parte de 66% dos respondentes, uma alta de 13 pontos percentuais em relação a novembro. A renda fixa foi apontada por 64% das pessoas no mês, mesmo patamar anterior.

Newsletter

Liga de FIIs

Receba em primeira mão notícias exclusivas sobre fundos imobiliários

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.