Em onde-investir / infomoney-responde

Vale a pena amortizar o financiamento imobiliário ou é melhor investir o dinheiro?

Rodnei Larangeira Junior, CFP, planejador financeiro certificado pelo IBCPF, responde a pergunta de leitor do InfoMoney

Spazio Privillege
(Divulgação)

Pergunta

Vendi um carro e tenho um montante de R$ 20 mil na poupança e um financiamento imobiliário no valor de R$ 62 mil. Gostaria de saber os benefícios de amortiza-ló, levando em consideração os seguintes dados:

Valor Financiado R$ 62,000
Tx Juros Anual 6,55%
Sistema SAC
Prazo 300 meses
Prestações pagas 44
Saldo devedor 54,829,82

Tomei um susto quando vi que mais da metade da prestação são juros e taxas.

209,46 + amortização
275,05 + Juros contratuais
21,15 + seguro
505,66 = prestação atual

Se eu amortizar os R$ 20 mil e manter o valor da prestação, quanto de juros e anos vou conseguir diminuir?

Leitor: Washington

Resposta de Rodnei Larangeira JuniorCFP, Planejador Financeiro Certificado pelo IBCPF

O sistema SAC é a modalidade de financiamento mais utilizada para financiamentos imobiliários, pois a amortização é constante e os juros incidem sempre sobre o saldo devedor.

Dessa forma é possível fazer amortizações adicionais a qualquer momento, sem pagar os juros futuros da dívida.

Vou dividir a resposta em duas partes:

1)  Se você amortizar em R$ 20 mil o saldo devedor, e mantiver a prestação atual, o prazo do financiamento diminuiria para cerca de 100 meses.

Ou você poderia manter o prazo restante, e diminuir sua parcela para cerca de R$ 310,00.  

2) Na 2ª parte da resposta, gostaria de colocar os benefícios de amortizar ou não, visto que você possui o financiamento a um custo baixo, comparado ao custo de oportunidade atual, com a taxa básica de juros (SELIC) a 14,25% a.a.

Se o valor atual da parcela não lhe incomoda (não afeta seu orçamento), vale mais a pena deixar o recurso investido do que amortizar o financiamento.

Sobre seu investimento atual, gostaria de ressaltar que, se os depósitos de sua poupança foram feitos antes de 04/05/2012, ela rende 6,17% a.a. +TR, um baixo rendimento comparado às taxas de juros atuais.

Caso tenham sidos feitos a partir da data acima, ela terá o retorno de 70% da Selic +TR sempre que a Selic for igual ou menor do que 8,5% ao ano. Quando a Selic estiver acima deste patamar, como agora, a poupança volta a pagar 6,5% ao ano mais a TR.

Ainda assim, é possível encontrar no mercado, investimentos pós-fixados, que pagam 100% da Selic como a Letra Financeira do Tesouro (LFT), ou CDB´s e Fundos DI que rendem perto de 100% do CDI. Consulte seu banco sobre as alternativas.

Em síntese, enquanto você conseguir investir seus recursos com um retorno líquido acima do custo efetivo total (CET) do seu financiamento, não haverá vantagem em amortizar o crédito imobiliário. 

Rodnei Larangeira Junior, é planejador financeiro pessoal e possui a certificação CFP® (Certified Financial Planner), concedida pelo Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros (IBCPF). 

As respostas refletem as opiniões da autora. O IBCPF e o Infomoney não se responsabilizam pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações.

Perguntas devem ser feitas por meio da plataforma Ganhe Mais. Cadastre-se gratuitamente e tire suas dúvidas com planejadores certificados e capacitados.


Conheça mais sobre a IBCPF, Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros
http://www.ibcpf.org.br/

 

Contato