EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em onde-investir / infomoney-responde

Tenho R$ 10 mil para investir no Tesouro Direto; como funciona?

Planejadora financeira certificada responde as perguntas de leitor do InfoMoney

Pergunta do leitor Eduardo

Tenho R$ 10 mil para investir, pretendo aumentar meus ganhos já que na poupança a rentabilidade não é tão boa. Pensei em Tesouro Direto como uma forma de opção, e conforme for ganhando, passar a investir mais e mais, pois quero ter independência financeira. Gostaria de saber quais os bancos que cobram menor taxa de serviço se essa taxa é anual ou mensal e quais as notas que não cobram IR, pretendo investir sempre a curto e médio prazo. O que devo fazer?

+ Aprenda a turbinar seus rendimentos sem aumentar os riscos com o Tesouro Direto 

Resposta de Maria Angela Nunes Assumpção, CFP, planejadora financeira certificada pelo IBCPF

Olá Eduardo, muito bom você ter a preocupação de guardar dinheiro para o longo prazo e buscar rentabilizá-lo de forma mais eficiente. Antes de responder diretamente as suas questões, gostaria de lembrá-lo de dois pontos:

 


1 - É muito importante que você tenha uma reserva de emergência, com o objetivo de ter recursos caso algum imprevisto aconteça. Os planejadores consideram que a reserva de emergência, idealmente, deve ser equivalente a, no mínimo, seis meses das suas despesas mensais. A reserva de emergência deve ser alocada em investimentos mais conservadores, que tenham pouca volatilidade e sejam resgatados facilmente.

2 - Para montar uma carteira de investimento, você deve conhecer qual o seu perfil como investidor, para que a suas aplicações sejam adequadas ao seu perfil.

Bom, respondendo suas questões:

"Gostaria de saber quais os bancos que cobram menor taxa de serviço se essa taxa é anual ou mensal"

O caminho mais fácil de saber quanto cada instituição financeira cobra para que você compre Títulos Públicos é consultando o site do Tesouro Direto

Em relação às duas taxas cobradas:

(I) BM&FBOVESPA - Taxa de custódia de 0,30% a.a. sobre o valor dos títulos, referente aos serviços de guarda dos títulos;

(II) Instituição Financeira - A taxa pode ser uma cobrada anualmente, modalidade mais comum, ou por operação.

-“Quais títulos não cobram IR? pretendo investir sempre a curto e médio prazo.”

Os Títulos Públicos são tributados pelo IR, segundo a tabela abaixo:

- 22,5% para aplicações com prazo de até 180 dias;

- 20% para aplicações com prazo de 181 dias até 360 dias;

- 17,5% para aplicações com prazo de 361 dias até 720 dias;

- 15% para aplicações com prazo acima de 720 dias.

O IR incide sobre os rendimentos auferidos na venda antecipada, no pagamento de juros (prazo contado a partir da data de início da aplicação) e no vencimento dos títulos. Consulte este link

Ah, não se esqueça da sua Reserva de Emergência e da Análise do seu Perfil de Investidor.

Bons Investimentos!

Maria Angela Nunes Assumpção é planejadora financeira pessoal e possui a certificação CFP® (Certified Financial Planner), concedida pelo Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros (IBCPF).

As respostas refletem as opiniões do autor. O IBCPF e o Infomoney não se responsabilizam pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações. 

+Aprenda a turbinar seus rendimentos sem aumentar os riscos com o Tesouro Direto

Conheça mais sobre a IBCPF, Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros
http://www.ibcpf.org.br/

Contato