Bitcoin

Halving: conheça o processo que pode levar o bitcoin a uma nova explosão de preço

César Tashiro, CEO da corretora de criptomoedas XDEX, explica porque 2020 pode ser o ano para investir em bitcoin

arrow_forwardMais sobre
Foto: Reprodução
Aprenda a investir na bolsa

Criado há cerca de 10 anos, o bitcoin foi a primeira criptomoeda do mundo e chegou a acumular uma valorização de até 2043% no ano de 2017 (cotação em dólar). Mas será que ainda dá tempo de investir nesse ativo? O presidente-executivo da corretora de criptomoedas XDEX, César Tashiro, afirma que, apesar do alto risco atrelado a ele, o bitcoin também pode oferecer grandes retornos em 2020.   

O ano de 2020 é um ano de grande expectativa para o bitcoin, pois teremos o 3º halving, evento historicamente conhecido por afetar positivamente o preço da criptomoeda”, afirma Tashiro. 

Halving é o nome dado ao processo de choque de oferta que acontece a cada 210 mil blocos de bitcoin gerados no blockchain, aproximadamente de 4 em 4 anos. Quando essa mecânica pré-programada tem início, a recompensa para os mineradores por bloco é reduzida em 50%, deixando o bitcoin cada vez mais escasso no mercado.   

“A maior parte dos especialistas acredita em um aumento de preços devido a um aumento na demanda pelo ativo digital. Esse aumento é relacionado à maior entrada de investidores institucionais, um ambiente regulatório mais satisfatório e resultado de um ambiente econômico mundial favorável para os criptoativos”, conta Tashiro 

Segundo ele, o mercado acredita em uma valorização dos preços no curto e médio prazo, mas é necessário atenção a movimentos especulativos, que eventualmente pode se tornar uma armadinha para o investidor.  

“É sempre importante ressaltar que não se deve investir mais do que está disposto ou capaz de perder. Certifique-se de que está utilizando uma corretora renomada e que te garanta segurança e solidez de mercado, como a própria XDEX”, aconselha Tashiro.  

Para quem ainda é iniciante no mercado, Tashiro recomenda começar investindo aos poucos e não utilizar 100% do seu patrimônio separado para criptomoedas de uma só vez. “Faça o primeiro aporte e vá se familiarizando com o mercado. Analise a tecnologia junto a seus fundamentos e, com mais experiência, defina a sua estratégia de investimento para essa nova classe de ativos”, disse. 

Quer saber mais sobre operações com bitcoin? Clique aqui e confira essa série gratuita sobre a criptomoeda. Serão três aulas online que te darão a base para começar a investir em criptoativos.