Em onde-investir / fundos-de-investimento

Brasileiro prioriza segurança e deixa rentabilidade de lado na hora de investir

Em todas as faixas etárias, classes sociais e níveis de escolaridade, a segurança financeira é o principal fator considerado

Lupa investimentos
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Mais da metade (54%) dos brasileiros que investem seu dinheiro preferem aplicar em ativos que trazem mais segurança do que acumular ganhos com altas rentabilidades, mostra pesquisa realizada pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) em parceria com o Datafolha.

Em todas as faixas etárias, classes sociais e níveis de escolaridade, a segurança financeira é o principal fator considerado na hora de investir. Para Ana Leoni, superintendente de Educação e Informações Técnicas da Anbima, os resultados mostram que “ainda falta a compreensão de que o dinheiro guardado também pode trabalhar para as pessoas, gerando ganhos para suas reservas financeiras e garantindo poder de compra no futuro.”

O retorno financeiro, apontado por apenas 16% dos entrevistados, é a segunda finalidade daqueles que investem. Já a possibilidade de sacar os recursos quando for preciso, sem pagamento de juros, aparece em 12% das respostas é o terceiro principal fator que leva os brasileiros a investir.

Essa possibilidade de sacar o dinheiro a qualquer momento, mesmo que não seja necessário, também faz com que as pessoas se sintam seguras. “É mais um dado que explica a predominância de investimentos de curto prazo no Brasil, como a caderneta de poupança”, diz Ana Leoni.

Segundo a pesquisa, para apenas 1% dos entrevistados os investimentos são vistos como possibilidade de conquistar algo no futuro. Os principais objetivos de conquista dessas pessoas são a aquisição de um bem ou a realização de uma viagem. Além disso, 5% da população não reconhece os benefícios de aplicar em produtos financeiros e 4% não sabe quais são as vantagens de investir seu dinheiro.  

A pesquisa foi respondida por 3.374 pessoas em 152 municípios do Brasil e o nível de confiança é de 95%, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Teve participação da população economicamente ativa, inativos que possuem renda e aposentados das classes A, B e C, a partir dos 16 anos.

Quer começar a investir e fazer seu dinheiro render muito mais? Abra uma conta na XP!

 

Contato