Em onde-investir / fundos-de-investimento

Fundo cambial apresenta maior rentabilidade de setembro até agora

Na última quinzena, a maioria das classes teve rentabilidade negativa e o pior cenário é da categoria de ações

Rentabilidade do dinheiro
(Shutterstock)

SÃO PAULO - A maioria das classes de fundo de investimento da Anbima apresentaram rentabilidade negativa na última quinzena. Sendo que, com retorno de 2,14%, o fundo de investimento cambial é o único que registra performance maior que 1%. O pior cenário segue pertencente à categoria de ações. Todos os 12 tipos apresentaram performance negativa, atingindo inclusive -3,28% em fundos de ações setoriais.

Apesar disso, no acumulado do ano, os investimentos em Ações FMP-FGTS obtiveram maior retorno, 31,08%. Seguido pelos 27,35% de retorno no Fundo Cambial e 21,07% no Fundo Mono Ação. Os dados foram divulgados no Consolidado Diário de Fundos de Investimento da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

A categoria de renda fixa não apresentou grandes mudanças entre os tipos, variando de -0,36% (Renda Fixa de Duração Alta Soberano) e 0,49% (Renda Fixa de Investimento no Exterior). O mesmo aconteceu com os investimentos em multimercados que, na última quinzena, teve pior desempenho em Multimercados Long and Short Direcional (-0,92%) e, melhor, em Multimercados Investimento no Exterior, com retorno de 0,61%. Este último possui uma das melhores rentabilidades do ano, com 10,22%.

Investir em fundo cambial é uma boa saída para aqueles que desejam lucrar com a alta do dólar, que na última quinzena foi de 2,23%. A variação de preço da moeda estrangeira ou a variação do cupom cambial relacionam-se com, no mínimo, 80% dos ativos das ações deste fundo. Os ativos podem estar sujeitos, além da variação cambial a outros tipos riscos, como títulos de dívida com risco de crédito. Investir em um fundo cambial é como acompanhar a variação do dólar comercial - o fundo valoriza quando o dólar sobe.

 

Contato