FII HGLG11 leva calote de R$ 10 milhões em venda de imóveis; fundo ajuíza ação contra compradora

Em 2021, o fundo negociou três galpões em Extrema (MG); a última parcela da transação não foi quitada

Wellington Carvalho

Publicidade

Maior fundo imobiliário de logística em número de cotistas – 343 mil –, o CSHG Logística (HGLG11) reportou ao mercado que não recebeu a última parcela referente à venda de três imóveis da carteira – negócio fechado em 2021.

Em maio daquele ano, o fundo negociou três galpões localizados na Rodovia Fernão Dias, na cidade de Extrema, no estado de Minas Gerais. O valor da transação foi de R$ 90 milhões.

De acordo com a gestão do HGLG11, o comprador realizou até agora o pagamento de aproximadamente R$ 80 milhões. No entanto, a última parcela do negócio – de R$ 10 milhões – não foi quitada.

Oferta Exclusiva para Novos Clientes

Jaqueta XP NFL

Garanta em 3 passos a sua jaqueta e vista a emoção do futebol americano

“O fundo ajuizou uma ação de execução contra a compradora tendo em vista que a parte não cumpriu com o pagamento da última parcela [do acordo], no valor de R$ 10 milhões, cujo vencimento se deu no dia 31 de maio de 2023”, confirma fato relevante divulgado pela carteira.

Segundo o comunicado, a ação se estende aos responsáveis pela compra, seus fiadores e devedores solidários na transação.

A gestão do HGLG11, que promete adotar todas as medidas cabíveis e necessárias para proteger os interesses da carteira, não detalha eventuais impactos da inadimplência na operação do fundo.

Continua depois da publicidade

Com um patrimônio líquido de R$ 3,6 bilhões, o fundo possui um portfólio cuja área bruta locável (ABL) é de um milhão de metros quadrados. A vacância do fundo está em 20,4%. ´

A carteira de ativos do fundo conta com 20 imóveis localizados em São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Pernambuco e Rio de Janeiro.

Nesta sexta-feira (9), o HGLG11 encerrou o período de exercício do direito de subscrição das sobras da nona emissão de novas cotas do fundo, que tinha como objetivo captar até R$ 1,499 bilhão.

Leia também:

Wellington Carvalho

Repórter de fundos imobiliários do InfoMoney. Acompanha as principais informações que influenciam no desempenho dos FIIs e do índice Ifix.