ETF de Bitcoin: conta da SEC foi invadida por “individuo não identificado”, afirma rede social

Ontem, uma falsa mensagem sobre a aprovação de ETFs de Bitcoin foi publicada no perfil do regulador no X, antigo Twitter

Lucas Gabriel Marins

(Jesse Hamilton/CoinDesk)

Publicidade

O X, antigo do Twitter, confirmou na madrugada desta quarta-feira (10) que o perfil oficial da SEC, equivalente à Comissão de Valores Mobiliários nos Estados Unidos, foi invadido por “individuo não identificado”.

Na tarde da terça-feira (9), a conta do regulador do mercado de capitais norte-americano publicou que havia liberado todos os ETFs (fundos de índice) à vista de Bitcoin sob análise, mas dez minutos depois negou a informação e disse que o perfil havia sido “comprometido”.

“Podemos confirmar que a conta @SECGov foi comprometida e concluímos uma investigação preliminar”, disse o X. “O comprometimento não se deveu a qualquer violação dos sistemas do X, mas sim ao fato de um indivíduo não identificado ter obtido controle sobre um número de telefone associado à conta @SECGov através de terceiros”.

Oferta Exclusiva para Novos Clientes

Jaqueta XP NFL

Garanta em 3 passos a sua jaqueta e vista a emoção do futebol americano

A rede social também disse que a conta do regulador não tinha a autenticação de dois fatores (medida de segurança) habilitada no momento em que foi comprometida e recomendou para todos os usuários ativar essa camada extra de proteção.

Assim que o falso anúncio de aprovação foi divulgado ontem, o Bitcoin recuou forte e perdeu o patamar de US$ 47 mil, caindo para cerca de US$ 45.000. Nesta manhã, o ativo digital opera em baixa de -2%, a US$ 45.633.

O ETF à vista de BTC dos EUA é aguardado há bastante tempo pelos agentes do setor. Desde o ano passado, diversas gestoras tentam convencer a SEC a dar sinal verde para o produto. O regulador tem até o hoje para decidir sobre pelo menos uma das mais de dez solicitações em análise.

Lucas Gabriel Marins

Jornalista colaborador do InfoMoney