Conteúdo Patrocinado
Oferecido por

De 2007 a 2017: conheça a trajetória de um dos maiores escritórios de investimentos do Brasil

Messem supera marca de R$ 1,5 bilhão em patrimônio sob custódia e acompanha transformação no mundo dos investimentos

arrow_forwardMais sobre

Há cerca de uma década, o cenário para investimentos no Brasil ainda engatinhava – para a maioria da população, investir significava ir para a Bolsa e aplicar em ações ou deixar o dinheiro em algum fundo recomendado pelo gerente do banco. Esse pensamento foi mudando ao longo do tempo, e um dos maiores escritórios de investimentos do País ajudou nessa transformação: a Messem.

Com 10 anos de existência completados em março, o escritório gaúcho mantém mais de R$ 1,5 bilhão em patrimônio sob custódia. Com sede em Caxias do Sul e unidades em Porto Alegre e São Paulo, o trabalho da Messem é auxiliar os clientes a encontrarem as melhores alternativas de alocação para o dinheiro, sendo que a estrutura está conectada à plataforma da XP Investimentos, uma das maiores instituições financeiras do Brasil.

Quando o escritório iniciou as atividades, os investimentos dos clientes estavam predominantes alocados em ações. “Passamos por toda essa transição da renda variável para os dias de hoje, em que o nosso negócio é muito mais focado em atender o cliente como um todo, oferecendo uma assessoria financeira completa”, explica Mauro Silveira, sócio da Messem. Para conhecer mais sobre o escritório, clique aqui.

Essa mudança de postura demandou que a estrutura do negócio fosse repensada. Com apenas quatro assessores de investimentos no início, o time agora conta com 55 assessores para ajudar em diferentes áreas. “Nosso maior desafio era mostrar para o cliente que investir fora dos bancos não era algo arriscado”, afirma. “Hoje, quando vamos a um cliente, percebemos que ele já conhece a marca e a bandeira, então ele fica muito mais confortável para enviar o recurso que estava no banco”, complementa Silveira.

Os últimos anos foram marcados não apenas pela troca do banco por uma instituição especializada em investimentos, mas também pelo desenvolvimento de diversos novos produtos, ampliando as possibilidades de diversificação.

10 anos: relembre as principais mudanças nos investimentos

O Tesouro Direto, hoje uma das aplicações mais populares entre as pessoas físicas, apenas dava os primeiros passos em 2007, com pouco mais de 75 mil pessoas cadastradas no início daquele ano. Dez anos depois, o programa de compra e venda de títulos públicos do Tesouro Nacional mostra um número bem superior: acima de 1,3 milhão.

Outras modalidades surgiram nesse período, e uma das mais novas é o COE (Certificado de Operações Estruturadas), regulamentado pelo Conselho Monetário Nacional do Banco Central em 2013. Essa é a versão brasileira das notas estruturadas, muito conhecidas no exterior, reunindo elementos como a segurança da renda fixa com a possibilidade de rentabilidade elevada de renda variável.

As famosas LCIs (Letras de Crédito Imobiliário) e LCAs (Letras de Crédito do Agronegócio), que oferecem isenção fiscal, também praticamente não eram negociadas há uma década. Juntas, elas somavam valores de R$ 7,3 bilhões, passando para R$ 240,3 bilhões atualmente, segundo informações da Cetip.

PUBLICIDADE

Os fundos chegaram a outro patamar e praticamente triplicaram de tamanho, avançando de R$ 1,2 trilhão para R$ 3,7 trilhões. Nesse caso, não foi apenas o tamanho do mercado que mudou: agora há muito mais alternativas entre as diferentes classes de ativos, com valores acessíveis ao pequeno investidor e taxas de administração mais baixas.

Escritório premiado

Para a Messem, um dos momentos mais importantes na história do escritório se deu entre os anos de 2011 e 2012, quando ocorreu a expansão da renda variável para outros mercados. “O mercado de investimentos no Brasil tem mudado cada vez numa velocidade maior, aquele modo de investir no passado não é mais eficaz”, afirma Silveira. A Messem foi eleita o melhor escritório credenciado da XP nas edições 2014 e 2016 da Expert, evento que reúne toda a rede de parceiros da instituição.

O sócio da Messem explica que os clientes diversificam muito mais suas carteiras quando comparado aos últimos anos e aproveitam melhor oportunidades pontuais do cenário macroeconômico – nos últimos seis meses, por exemplo, os fundos multimercados têm sido muito demandados, coincidindo com o período de baixa nas taxas de juros.

Em momentos de taxa Selic em queda, como o que estamos passando agora, as pessoas físicas também passam a buscar alternativas mais arrojadas para manter a rentabilidade vista em outros momentos. “O cliente se obriga a ser mais estratégico, e hoje em dia ele tem acesso a produtos mais requintados, que antigamente eram acessíveis somente para investidores de grande porte”, complementa Silveira.

Para conhecer mais sobre a Messem e entender como os assessores podem ajudar a melhorar seu portfólio de investimento, clique aqui.

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “XP”), tem caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como sendo material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Os prazos, taxas e condições aqui contidas são meramente indicativas. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados.Os instrumentos financeiros discutidos neste material podem não ser adequados para todos os investidores. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site:www.xpi.com.br. ESTA INSTITUIÇÃO É ADERENTE AO CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS PARA ATIVIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS DE INVESTIMENTO NO VAREJO.

PUBLICIDADE

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.