RADAR INFOMONEY Programa desta quinta-feira analisa as falas de Bolsonaro e de líderes globais na Cúpula do Clima e qual foi o impacto nos mercados; assista

Programa desta quinta-feira analisa as falas de Bolsonaro e de líderes globais na Cúpula do Clima e qual foi o impacto nos mercados; assista

Outperform

Credit Suisse recomenda compra de ação prevendo “nascimento de gigante”

Fusão com Cetip deve aumentar resiliência dos lucros e produzir sinergias relevantes

 SÃO PAULO – A equipe de análise do Credit Suisse prevê o “nascimento de um gigante” com a fusão da BM&FBovespa e da Cetip, autorizada com ressalvas pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) no dia 22 de março. Com isso, o banco reitera a recomendação outperform (acima da média do mercado) para as ações da companhia (BVMF3) e estima preço-alvo em R$ 20 em 12 meses, valor 7,07% acima do observado no fechamento de segunda-feira (27).

 Segundo o Credit Suisse, o negócio aumenta a resiliência dos lucros da empresa, limita os impactos negativos de potenciais competidores e produz sinergias relevantes. Com a fusão, as empresas também anunciaram Gilson Finkelsztain como o novo presidente, nomeação considerada positiva pelos analistas do banco suíço.

 Finkelsztain, que está à frente da Cetip desde 2013, assume a presidência da companhia a partir de 1 de maio e seus desafios serão avançar na inovação da empresa, colher sinergias da receita e aumentar o controle de custos, segundo o Credit Suisse.

 “O impressionante histórico de Finkelsztain na Cetip nos diz que ele está qualificado para atingir tais objetivos, de modo que consideramos sua nomeação positiva para as ações”, afirmam os analistas do banco.

 As ações da Cetip deixarão de ser negociadas na próxima quarta-feira (29).