Retorno médio de 11% ao ano

Consultora da Pimco reforça aposta em mercados emergentes

Para Research Affiliates, ações de países em desenvolvimento devem oferecer retorno médio de 11% ao ano na próxima década

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

(Bloomberg) — A aposta de longo prazo em ações de mercados emergentes ficou ainda mais convincente, de acordo com a Research Affiliates, subconsultora de gestores de ativos, que incluem a Pacific Investment Management.

As ações de países em desenvolvimento devem oferecer retorno, em média, de 11% ao ano na próxima década, mais do que qualquer outra classe de ativos, segundo publicação no site da empresa com sede em Newport Beach, Califórnia. A previsão se compara à estimativa anterior de 9% feita em março.

A Research Affiliates remete à previsão feita em fevereiro de 2016, quando a empresa chamou os mercados emergentes de “aposta da década”. Inicialmente, a projeção pareceu visionária, pois as ações subiram 75% nos dois anos seguintes. Mas a aposta tem enfrentado altos e baixos desde então, com o apetite por risco reduzido pelo impacto da guerra comercial EUA-China e agora pela pandemia e colapso do preço do petróleo. O índice MSCI de ações de mercados emergentes acumula queda de 23% neste ano em meio às ondas vendedoras em países como Brasil, Índia e Polônia.

“Muitas empresas vão quebrar, dividendos serão cortados, muitos títulos com grau de investimento passarão a ser ‘junk’, emissores estrangeiros podem deixar de pagar a dívida denominada em dólares e assim por diante”, escreveu em relatório Jim Masturzo, chefe de alocação de ativos da empresa. No entanto, as empresas sobreviventes “enfrentarão menos concorrência e uma pista mais nítida para decolar após a crise”.

Como se tornar um trader consistente? Aprenda em um curso gratuito os set-ups do Giba, analista técnico da XP, para operar na Bolsa de Valores!