Investimentos

Conheça os fundos com aplicação mínima de R$ 500 que renderam até 650% do CDI em 12 meses

Fundos de fundos de diferentes perfis da família Selection, da XP, têm R$ 1,3 bilhão sob gestão. Veja as estratégias

Investimentos (Chaosamran_Studio/Shutterstock)
Investimentos (Chaosamran_Studio/Shutterstock)

SÃO PAULO — Os fundos que investem em outros fundos (FoFs) podem ser uma opção interessante para o pequeno investidor que pretende ter acesso a aplicações mais sofisticadas, de gestores renomados, que geralmente são disponibilizadas apenas para milionários.

Como os fundos têm um CNPJ próprio e reúnem os recursos de milhares de cotistas, ou seja, muito dinheiro, eles conseguem investir em fundos exclusivos ou fechados.

Os fundos de fundos Selection, da XP Investimentos, têm opções que acumulam ganho de até 40,8% em 12 meses — ou quase 650% da variação do CDI no mesmo período e 8,5% acima do Ibovespa.

PUBLICIDADE

A família Selection atingiu recentemente R$ 1,3 bilhão de patrimônio sob gestão. Segundo a XP, é um marco importante e mostra como os investidores estão preocupados em cuidar melhor do seu dinheiro em um cenário de juros baixos e mudança nas regras da previdência.

Ao todo, a família Selection é composta por sete FoFs: três multimercados, um de renda fixa, um de debêntures incentivadas (títulos de dívidas de empresas), um de ações e um long biased (de ações, mas que também assume posições vendidas, que apostam na queda dos papéis, e não só na alta).

Em 12 meses até agosto, o fundo da família Selection que mais rendeu foi o de long biased (648% do CDI). Já o que menos rendeu foi o FoF de renda fixa (119% do CDI).

A aplicação mínima é de R$ 500, com exceção de dois fundos multimercados, o Selection Multimercado Plus e o Selection Multimercado Acesso, que têm aplicação mínima de R$ 25 mil. E as taxas de administração vão de 0,5% a 1,25% ao ano.

“Com um investimento acessível, o cotista consegue ter acesso aos melhores fundos do mercado. No Selection Renda Fixa, por exemplo, temos aplicações no Sparta Top e JGP Corporate. Já no Multimercado, os recursos estão em nomes como Kapitalo Kappa, Bahia Maraú e Gripen. O Plus investe no famoso fundo Verde, do Stuhlberger”, explica Danilo Gabriel, um dos responsáveis pela gestão da família Selection na XP.

“A escolha das aplicações de todos os fundos da família Selection é feita por um comitê, do qual fazem parte todos os especialistas em fundos do grupo. Temos reuniões mensais de acompanhamento e ajustes de carteiras”, completa Gabriel.

PUBLICIDADE

Se você fosse investir por conta própria nos fundos que fazem parte do FoF de renda fixa, por exemplo, precisaria de, no mínimo, R$ 1 milhão. Para aplicar nos fundos que fazem parte da carteira do FoF long biased, precisaria do dobro, R$ 2 milhões. E para o Selection de ações, R$ 285 mil. Os valores são bem menos acessíveis do que os R$ 500 de investimento mínimo nos FoFs.

Geralmente a desvantagem dos FoFs são as taxas. Além da taxa de administração do próprio FoF, é possível que o investidor tenha que pagar eventuais taxas dos fundos que fazem parte da carteira do FoF.

Por isso, a XP decidiu adotar na família Selection um mecanismo de reversão do “rebate”, que é uma remuneração que os gestores de um fundo pagam a outros gestores por eles incluírem seus produtos nos portfólios.

“Neste mecanismo, todo rebate é devolvido para o Selection e isso beneficia de forma direta todos os investidores do fundo. Com isso o custo total dos fundos Selection fica em linha com o custos de outros fundos de mesma classe”, explica Gabriel.

 

Invista melhor o seu patrimônio: abra uma conta gratuita na XP