renda fixa

Conheça as vantagens do Tesouro Direto que vão fazer você sair da poupança agora

Rentabilidade maior que a da poupança é apenas uma das vantagens, confira

SÃO PAULO – Atualmente, mais de 700 mil pessoas investem em títulos do Tesouro Direto. Isso se explica, entre outros fatores, pela baixa rentabilidade da poupança, que no ano passado foi superada pela inflação. Isso significa que quem deixou seu dinheiro aplicado na caderneta, perdeu poder de compra. Mas se a rentabilidade da poupança é tão baixa, por que as pessoas continuam nessa aplicação? Uma das explicações é a segurança, mas até neste quesito o Tesouro Direto é melhor. Confira a seguir as vantagens de investir em Tesouro Direto.

Segurança

O Tesouro Direto é considerado o investimento mais seguro do mercado. O motivo é simples, enquanto na poupança o seu dinheiro fica depositado em um banco particular, no Tesouro Direto, o investidor compra títulos públicos com garantia do Tesouro Nacional. Além de ser a alternativa de investimento com menor risco do mercado, o Tesouro Direto oferece mecanismos para que você possa acompanhar os seus investimentos com facilidade, ampliando sua segurança.

Rentabilidade

Todo investidor busca uma aplicação que irá garantir ganhos futuros. No Tesouro Direto a rentabilidade varia de um título para o outro, mas todos eles ganham com folga da poupança e em alguns casos de outras aplicações de renda fixa. Com a Selic em 14,25% ao ano, é possível obter ganhos acima de 1% ao mês, enquanto a poupança paga menos de 0,7%. As taxas de administração e de custódia são baixas e o Imposto de Renda só é cobrado no momento da venda. Dessa forma, ao combinar alta rentabilidade bruta e baixo custo, seu investimento apresentará uma rentabilidade maior.

Liquidez

Outra vantagem é que os títulos públicos podem ser comprados e vendidos diariamente. O investidor não precisa esperar até o prazo de vencimento para retirar o dinheiro aplicado, inclusive essa prática pode, em alguns casos, representar ganhos maiores. Pelo próprio site do Tesouro é possível acompanhar o rendimento diário do seu título. E, assim, decidir se vale a pena comprar mais ou vender o seu título de acordo com a variação da aplicação.

Essa opção de venda dos títulos pelos investidores será aberta todos os dias úteis, a partir das 18h, e encerrada às 5h do dia seguinte. Nos fins de semana e feriados, essa funcionalidade será oferecida o dia inteiro. Em todos os casos, as transações serão executadas sob os últimos preços de fechamento de mercado disponíveis.  A liquidação da venda ocorre em D+1, onde D representa o dia em que a operação de venda pelo investidor foi realizada. Se essa operação tiver sido realizada nos fins de semana ou feriados, a liquidação ocorrerá no dia útil subsequente.

Acessibilidade

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Enquanto outros produtos de renda fixa como os Certificados de Depósitos Bancários (CDB), a Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) exigem valores mínimos entre R$ 5 e R$ 30 mil, podendo chegar em alguns casos a mais de R$ 100 mil. No Tesouro Direto é possível começar a investir com apenas R$ 30. Para começar a investir, basta ter CPF e conta em uma instituição financeira habilitada: banco ou corretora. 

Para investir em Tesouro Direto, CLIQUE AQUI