Quem não quer?

Conheça a melhor estratégia para largar o batente aos 50 (e aos 40 também)

O primeiro passo para conseguir esse objetivo é ter muita disciplina na hora de investir

SÃO PAULO – A aposentadoria é o sonho de muitas pessoas. Afinal, quem não gostaria de poder acordar todo dia no horário que desejar sem ter que dar satisfação para o chefe? Melhor ainda seria se esse sonho fosse adiantado. Mas, afinal, é possível se aposentar aos 50, ou até mesmo aos 40? Jailon Giacomelli, planejador financeiro da Par Mais acredita que, sim, a meta é possível, mas difícil de ser alcançada.

Você tem dúvidas sobre como organizar suas finanças? Quer investir melhor? Cadastre-se gratuitamente no Ganhe Mais e tenha acesso a uma rede de centenas de planejadores financeiros certificados e capacitados 

O especialista narra a história de um casal que atendeu. Eles tinham 30 anos e uma renda muito acima do padrão de vida e, com isso, decidiram largar o batente aos 35 anos. Para que isso fosse possível, foi necessário ao casal um esforço de poupança na casa de 80% a 90% da renda mensal deles.

PUBLICIDADE

Por isso, o primeiro passo na hora de montar uma estratégia para se aposentar tão cedo é um forte comprometimento com o objetivo, alta capacidade de poupança e disciplina todos os meses. Cortar despesas tanto no momento da acumulação quanto for viver a vida independente de trabalho, assim, se torna uma escolha essencial. “Dá para viajar menos, mudar para outro bairro para pagar um condomínio menor. Essa estratégia certamente já ajuda muito quem quer viver de renda”, relata o especialista.

A seguir, é necessário colocar na ponta do lápis as despesas que se pretende ter durante a aposentadoria e calcular a quantidade necessária acumulada de dinheiro para ter certeza de que é o momento de pedir a conta no trabalho. “É necessário o suporte de um consultor para ajudar nessas contas e no planejamento, clarear a cabeça do investidor e mostrar se o objetivo a ser alcançado é impossível ou possível”, atesta Jailon.

Ao escolher os investimentos, a estratégia aconselhada pelo especialista é a de escolher investimentos com maior risco quando o horizonte de investimento é maior, para assim tentar assegurar um maior retorno potencial à carteira de investimentos e garantir um esforço de poupança menor. Quanto mais próximo do momento do resgate, mais conservador o investimento deve ser.

Isso não significa, no entanto, que, ao se aposentar, o investidor deva aplicar somente em aplicações extremamente conservadoras. “Como o horizonte de investimento segue longo, o investidor pode deixar uma parcela de seus investimentos com mais risco e garantir cerca de cinco anos de despesas pagas em aplicações mais conservadoras”, assinala o planejador financeiro. Essa estratégia permite que uma parte do dinheiro guardado continue com uma rentabilidade maior e, consequentemente, ajude o montante de dinheiro a crescer.

Além disso, outro ponto importante é o de reavaliar a carteira de investimentos todo ano. “Por conta dos prazos dos investimentos e oportunidades, quem quer se aposentar cedo precisa fazer revisões periódicas nos investimentos tanto antes de parar de trabalhar como depois”, assegura Jailon.

Você está investindo bem seu dinheiro? Faça o teste aqui