Ações e preocupação social

Como investem os maiores gestores de patrimônio do país

Assista à entrevista com Guilherme Ferraioli, diretor executivo da UBS Consenso, e Leonardo Martins, CIO da Turim

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Mais ações na carteira e maior preocupação em incluir investimentos que sigam os critérios ESG. De forma resumida, assim estão investindo muitos dos clientes da Turim e da UBS Consenso, dois dos principais multi-family offices do Brasil, especializados em gerir os recursos de famílias com patrimônio superior a R$ 10 milhões.

Na entrevista disponível no link acima, Leonardo Martins, diretor de investimentos da Turim, disse que, com a queda dos juros no Brasil, os investidores que são clientes da casa passaram a aplicar mais em Bolsa, aqui e no exterior (lá fora, especialmente em ações do setor de tecnologia nos Estados Unidos).

Aprenda a investir na bolsa

Também houve um aumento de exposição a investimentos de crédito.

Guilherme Ferraioli, diretor executivo da UBS Consenso, acrescentou a importância de investimentos pouco líquidos, como fundos de private equity e de venture capital, num planejamento financeiro de longo prazo.

Ambos também afirmaram que mais investidores estão buscando opções ESG. “O futuro será digital e verde”, disse Ferraioli. Por isso, faz parte do processo de alocação desses escritórios avaliar as práticas ESG das gestoras que indicam aos clientes.

O desafio é separar o que é marketing de iniciativas que são realmente sólidas. “Uma maneira de fazer isso é analisar as principais posições dos fundos e ver se são coerentes com o discuso da gestora”, disse Martins.

A entrevista faz parte da série VRB Talks. Ferraioli e Martins integram o comitê de investimentos do fundo VRB, que completa quatro anos com um retorno acumulado de 142% do CDI. Parte da taxa de administração do fundo é doada a projetos sociais (saiba mais).

Os gestores Rogério Xavier (SPX), Rodrigo Azevedo (Ibiúna), Fabio Spinola (Apex), Florian Bartunek (Constellation), Marco Aurelio Freire (Kinea), Mauricio Bittencourt (Velt), Bernardo Feijó (Kapitalo), Gustavo Daibert e Thiago Mendez (ambos da Bahia Asset), entre outros, já foram entrevistados como parte dessa série (confira).

PUBLICIDADE

Aprenda a identificar as ações com maior potencial de valorização: assista à série gratuita Stock Picking – A Habilidade mais Valiosa do Mercado