Ranking

Como investem os gestores dos melhores fundos de 2019

Conheça os gestores que mais se destacaram nos últimos três anos, de acordo com o ranking InfoMoney-Ibmec.

Os gestores dos melhores fundos de investimento do país foram premiados durante o evento Melhores Fundos 2019, em São Paulo. O ranking, elaborado pelo Ibmec em parceria com o InfoMoney, apontou os fundos que tiveram os melhores retornos ajustados ao risco.

Diferente de outros rankings que analisam o desempenho das carteiras no intervalo de um ano, o ranking Infomoney-Ibmec avalia um período mais longo, de três anos. O objetivo é premiar a consistência de retornos, não apenas o desempenho mais imediato.

A base para o estudo foram todos os fundos disponíveis no mercado nacional. Em seguida, foram aplicados alguns filtros – por exemplo: foram excluídos aquele que têm menos de 50 cotistas e patrimônio médio inferior a R$ 100 milhões, além dos exclusivos.

PUBLICIDADE

Mas estão incluídos os fundos fechados: como muitos abrem periodicamente para captação, faz sentido que os investidores tenham acesso a uma análise sobre eles (saiba mais sobre a metodologia).

O objetivo é entregar ao investidor um ranking que realmente o ajude a diferenciar os fundos disponíveis no mercado nacional — e a entender quais conseguiram se destacar e superar a concorrência num período especialmente complicado para o Brasil, de 2016 a 2018, com o país passando por uma recessão, um impeachment e uma eleição surpreendente, para citar apenas alguns eventos.

Esta é a primeira edição do ranking, e o plano é repeti-lo anualmente. Foram premiados fundos em quatro categorias: ações, multimercado, renda fixa crédito privado e imobiliário. Também foi feita uma menção honrosa ao fundo VRB, de impacto social.

Veja a seguir os vencedores da edição de 2019 — e suas principais teses de investimento, algumas delas expostas durante o Fórum Melhores Fundos, evento em que os gestores foram premiados:

Os melhores fundos de ações
Retorno em 12 mesesRetorno em 36 meses
1º Alaska Black FIC FIA BDR Nível 130,4% (472,9% do CDI)421,8% (1.264,3% do CDI)
2º Neo Future FC FIA16,5% (257,3% do CDI)207,4% (621,8% do CDI)
3º Apex Infinity 8 Long Biased FC FIA28,8% (448,8% do CDI)106,9% (320,4% do CDI)

No debate no Fórum Melhores Fundos, que premiou os melhores gestores do país, Henrique Bredda, sócio da Alaska, voltou a reafirmar sua convicção na alta da bolsa — e disse que falta dinheiro para comprar tudo o que quer. 

Entre as principais ações na carteira dos três fundos premiados, estão as das varejistas B2W e Magazine Luiza e da operadora de turismo CVC.

PUBLICIDADE
Os melhores fundos multimercado
Retorno em 12 mesesRetorno em 36 meses
1º Itaú Equity Hedge Multimercado FICFI15,3% (237,8% do CDI)49,2% (147,6% do CDI)
2º RPS Total Return D30 FICFI Multimercado16,4% (255,9% do CDI)71,7% (214,9% do CDI)
3º Itaú Hedge Plus Multimercado FICFI15,8% (245,6% do CDI)63,6% (190,5% do CDI)

Para Marcello Siniscalchi, o mercado que traz as melhores oportunidades hoje é o cambial. Ele lembrou que o Brasil tem um balanço de pagamentos saudável, com um déficit em conta corrente pequeno e financiável. Se a reforma da previdência for aprovada e a economia retomar, há espaço para o real valorizar, na sua opinião.

Siniscalchi está menos otimista com a bolsa, assim como Paolo Di Sora, sócio da RPS Capital. Para Di Sora, este é o melhor momento para comprar proteção na bolsa brasileira. Ele afirmou ainda que há ações caras na bolsa. Entre as que estão num preço atrativo, destacou as estatais Banco do Brasil, Eletrobras e Cemig.

Os melhores fundos de renda fixa crédito privado
Retorno em 12 mesesRetorno em 36 meses
1º BTG Pactual Crédito Corporativo I FICFI RF CP7,6% (117,8% do CDI)39,2% (117,6% do CDI)
2º JGP Corporate FIC FI RF CP LP7,4% (115,4% do CDI)39,5% (118,5% do CDI)
3º CA Indosuez Vitesse FI RF CP7,6% (117,7% do CDI)38,1% (114,3% do CDI)

Os gestores acreditam que haverá um aumento na emissão de títulos de dívida de empresas neste ano, em razão dos juros baixos. Isso aumenta a procura dos investidores por aplicações mais rentáveis, além de tornar o financiamento no mercado local mais atrativo para as empresas.

O desafio, como destaca Fabio Passos, diretor do CA Indosuez, é controlar o risco da carteira, e não aumentar demais o prazo em busca de rendimentos artificialmente maiores.

Os melhores fundos imobiliários
Retorno em 12 mesesRetorno em 36 meses
1º Hotel Maxinvest (HTMX11)26,8%132,9%
2º CSHG Logística (HGLG11)19,6%95,1%
3º Maxi Renda (MXRF11)28%88,6%

2019 deverá ser um ano de grande valorização para a o setor imobiliário, e os fundos deste tipo despontam como uma das apostas para o cenário de juros baixos, inflação estável e isenção de IR, sem as complicações de se possuir um imóvel por conta própria.

Os fundos premiados investem em ativos diferentes: hoteis (caso do Hotel Maxinvest), galpões e outros imóveis voltados para o setor de logística (no caso do fundo do CSHG) e em títulos do mercado imobiliário e empreendimentos residenciais (Maxi Renda). Conheça suas estratégias e as expectativas para 2019.

 

Invista nos melhores fundos de ações, multimercados e imobiliários do país: abra uma conta na XP – é de graça!