RADAR INFOMONEY A expansão da JBS, de olho em carne vegetal, é assunto do programa desta segunda-feira; assista

A expansão da JBS, de olho em carne vegetal, é assunto do programa desta segunda-feira; assista

mesmo após lucro recorde

Coin recomenda reduzir exposição em Banco do Brasil; “rentabilidade não se destaca”

Segundo a equipe da Coin, o lucro histórico de 2013 foi "inflado" pelo IPO da BB Seguridade

SÃO PAULO – O Banco do Brasil (BBAS3) registrou lucro recorde de R$ 15,758 bilhões em 2013, mas não animou os analistas da Coinvalores. “Mesmo com o maior lucro da história dos bancos brasileiros, consideramos o resultado do Banco do Brasil em 2013 negativo”, afirmaram, em relatório desta semana.

Com isso, a corretora recomendou reduzir exposição nos papéis do banco estatal. Segundo a equipe da Coin, o lucro foi “inflado” pelo IPO da BB Seguridade. A Coin também aponta que o BB é mais agressivo do que outros bancos e apresenta despesas e inadimplência crescentes, ao contrário dos seus pares.

“Além disso, a rentabilidade apresentada, mesmo que dentro do guidance, é baixa e não se destaca no setor”, concluem.

Outras corretoras recomendam compra
Na direção contrária à opinião dos analistas da Coin, 4 corretoras indicaram compra das ações do banco nesta semana: Gradual, XP Investimentos, Solidez e Concórdia.

A Concórdia, que recomenda compra de Banco do Brasil em sua carteira semanal de dividendos, lembra que o banco é o maior do país em ativos e que atua em todos os segmentos – com destaque para o crédito consignado e agropecuário. “O banco também se destaca por ter o menor índice de inadimplência dentre os grandes bancos”, diz a corretora.