CFO desvia caixa de SPAC para comprar criptomoedas e é preso nos EUA

Executivo perdeu dinheiro com ações, e depois captou dinheiro de investidores para negociar ativos digitais

Bloomberg

Publicidade

O ex-diretor financeiro de um grupo de empresas de aquisição de propósito especial (SPAC) foi condenado a três anos de prisão nos Estados Unidos por um esquema responsável por desviar mais de US$ 5 milhões para negociar criptoativos e ações.

Cooper Morgenthau, 36, da African Gold Acquisition Corp., admitiu ter roubado o dinheiro das SPACs por mais de um ano a partir de junho de 2021. Ele foi condenado em uma audiência na quinta-feira (27), disse o procurador-geral de Manhattan, Damian Williams, em comunicado.

Morgenthau transferiu mais de US$ 1,2 milhão dos cofres da African Gold para suas contas pessoais e depois perdeu quase todo o dinheiro negociado em ações, de acordo com os promotores. Ele forjou extratos bancários para os contadores e auditores da African Gold para ocultar os desvios.

Oferta Exclusiva

CDB 150% do CDI

Invista no CDB 150% do CDI da XP e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Na esperança de cobrir suas perdas, Morgenthau supostamente captou cerca de US$ 4,7 milhões para duas outras SPACs, a Strategic Metals Acquisition Corp. I e a Strategic Metals Acquisition Corp. II.

Ele usou parte desse dinheiro para reembolsar a African Gold e, em seguida, retirou esse dinheiro novamente para negociar criptomoedas, disse a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (a SEC) em outra ação judicial que corre paralelamente ao processo crimininal.

A African Gold descobriu as retiradas em agosto de 2022, demitiu Morgenthau e divulgou o caso à SEC, afirmou o regulador.

Continua depois da publicidade

Em janeiro, Morgenthau confessou o crime de fraude eletrônica.

© 2023 Bloomberg L.P.