Mercado em crescimento

Bolsa alcança marca de 3 milhões de investidores pessoas físicas

Homens e investidores das regiões sul e sudeste do país são maioria na B3

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ambiente de maior volatilidade dos mercados em 2020 não tem afastado o investidor brasileiro da Bolsa, que alcançou, em setembro, a marca de 3 milhões de investidores pessoas físicas.

Na busca por aplicações mais rentáveis, em meio ao menor patamar histórico da Selic, o número de investidores registra crescimento de 82,4%, em 2020, enquanto o Ibovespa tem desempenho negativo de 18,2%.

Já na comparação anual, o aumento de pessoas físicas na B3 é de 112,6%. Vale lembrar que um investidor pode ter conta em mais de uma corretora.

Do total de investidores na B3, 73,8% são homens e 25,2%, mulheres. A maior participação segue partindo das regiões Sul e Sudeste do país, com São Paulo e Rio de Janeiro concentrando metade dos investidores e 63% do volume negociado.

Leia também:
As ações mais recomendadas pelos analistas para investir em outubro

Quando analisado por faixa etária, a maior fatia de investidores (33,7%) possui entre 26 e 35 anos, uma mudança em relação ao início de 2019, quando a maior parte (27,5%) tinha entre 36 e 45 anos.

O maior volume financeiro, contudo, parte do grupo acima de 66 anos, segundo a B3, movimentando um total de R$ 124,5 bilhões.

Profissão Broker: como fazer carreira na elite da bolsa da valores, mesmo saindo do zero.