Criptomoedas

Bitcoin salta 7% em poucas horas e apaga queda da semana passada

Movimento de valorização é generalizado entre todos os maiores criptoativos, mas com altas menos expressivas

SÃO PAULO – Após perder o nível dos US$ 10 mil na semana passada, o Bitcoin voltou a subir na tarde desta segunda-feira (2), apagando as perdas destes últimos dias.

Às 19h15 (horário de Brasília), a maior criptomoeda do mundo subia 7%, cotada a US$ 10.391, enquanto no Brasil os ganhos eram de 6,63%, para R$ 43.412.

Assim como ocorreu na queda, este movimento de valorização é generalizado entre todos os maiores criptoativos, mas com altas menos expressivas.

PUBLICIDADE

No mesmo horário, o Ethereum subia 4,50%, enquanto o Ripple avançava 1,55%. Já o Bitcoin Cash e a Litecoin tinham altas de 4,25% e 1,70%, respectivamente. Apenas duas das 25 maiores moedas digitais em valor de mercado registravam perdas.

Além de uma correção do movimento negativo forte, há no mercado uma expectativa positiva de que haja um fluxo de entrada nos próximos dias com o início das operações da Bakkt (exchange vinculada a ICE, grupo que controla a bolsa de valores de Nova York), marcada para 6 de setembro.

Vale lembrar que a queda iniciada na quarta-feira passada não teve uma justificativa estrutural, de fundamentos para o Bitcoin especificamente. Analistas ligaram as perdas a uma grande venda de Tether – a maior já feita -, ocorrida naquele dia.

Já faz tempo que especialistas relacionam os movimentos do Bitcoin com a emissão de novos Tether. Existem suspeitas de que o Tether muitas vezes seja criado sem lastro no dólar para comprar Bitcoins, fazendo com que seu preço aumente.

Invista em bitcoins com segurança, facilidade e taxa ZERO: abra uma conta gratuita na XDEX