RADAR INFOMONEY CPI da Covid enfraquece governo e trava reformas, dizem analistas; programa desta segunda também fala sobre Petrobras e Oi

CPI da Covid enfraquece governo e trava reformas, dizem analistas; programa desta segunda também fala sobre Petrobras e Oi

Será que sobe?

BB recomenda compra de Gerdau e acredita em alta de mais de 40%; entenda

Os analistas esperam uma alta de 41% para a ação

SÃO PAULO – 2014 está sendo um ano complicado para quem investe em ações da Gerdau (GGBR4). O papel marca queda de 38,53% no ano, até o fechamento do dia 12 de novembro de 2014. No entanto, os analistas da BB Investimentos recomendam compra para o papel e ainda calcularam um preço-alvo de R$ 15,90 para a ação – potencial de alta de 41%.

Sobre o desempenho da empresa, os analistas afirmam que ele continua sendo pressionado pelo recuo da demanda no mercado interno contra uma performance positiva em suas operações nos EUA.

Mesmo a empresa apresentando um volume de vendas 4,5% inferior no terceiro trimestre de 2014, quando comparado ao mesmo período de 2013, a instituição financeira destaca que a receita líquida por tonelada maior resultou em um faturamento de R$ 10,7 bilhões, alta de 2%. Esse resultado só foi possível pela desvalorização do real frente ao dólar, de acordo com os analistas.

“No comparativo anual, a margem bruta consolidada recuou 2,7 pontos percentuais devido ao desempenho mais fraco nas operações Brasil e Aços Especiais, dado a menor diluição de custos fixos”, escreve a BB Investimentos.

“Apesar da recuperação da economia na América do Norte, o menor desempenho no mercado doméstico deve continuar a pressionar o resultado da Gerdau. Entretanto, destacamos a positiva geração de caixa que a companhia continua apresentando, assim como a seletividade no capex (custos de investimentos) – após anúncio de redução no de 2014 e revisão dos previstos para os próximos anos – e a otimização dos ativos, com a venda da Gallatin Steel por US$ 770 milhões, cujos recursos ajudarão a reforçar o balanço em um momento mais desafiador”, afirma a BB sobre as perspectivas para a empresa.