As ações mais indicadas para fevereiro: ASAI3 e SBSP3 entram e Vale reina absoluta

Vivara ocupa a segunda colocação entre as citadas no mês

Márcio Anaya

Publicidade

Após as fortes altas vistas no fim de 2023, o Ibovespa recuou quase 5% em janeiro, para 127.752 pontos – em meio a um movimento natural de realização de lucros, mas também em função de turbulências no mercado internacional. O cenário mexeu com as carteiras recomendadas pelas principais corretoras, que trouxeram duas novidades entre as mais indicadas: Assaí (ASAI3) e Sabesp (SBSP3), ambas com quatro apontamentos.

A liderança permanece com a Vale (VALE3), unanimidade desde dezembro em todos os dez portfólios analisados. Com metade das recomendações, a Vivara (VIVA3) ficou com a segunda colocação, à frente do Itaú Unibanco (ITUB4), com quatro apontamentos – mesma quantidade de Localiza (RENT3) e Petrobras (PETR4), que fecham a lista do mês.

Confira as análises sobre cada empresa:

Oferta Exclusiva para Novos Clientes

CDB 150% do CDI

Invista no CDB 150% do CDI da XP e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Todos os meses, o InfoMoney analisa as carteiras recomendadas por dez corretoras, apontando as cinco companhias mais indicadas. Em caso de empate, o número pode ser maior, como ocorreu neste mês. Veja as mais citadas, a quantidade de recomendações e os desempenhos de cada papel em janeiro e em 12 meses:

EmpresaTickerNº de recomendaçõesRetorno em janeiro (%) Retorno em 12 meses (%)
ValeVALE310-12,23-22,19
VivaraVIVA35-1,3140,44
AssaíASAI340,96-30,20
Itaú UnibancoITUB44-3,4535,51
LocalizaRENT34-14,91-5,96
PetrobrasPETR448,62100,11
SabespSBSP344,6345,71
Ibovespa**-4,7912,63
Fontes: Ágora, Ativa, BB Investimentos, BTG Pactual, Genial, Guide, Órama, Santander Corretora, Terra Investimentos, XP Investimentos e Economatica.

Acompanhe agora os destaques das empresas selecionadas para o mês, segundo os relatórios divulgados pelas corretoras.

Assaí (ASAI3)

“Estamos incluindo Assaí Atacadista em nossa carteira enxergando um melhor resultado no próximo trimestre, apresentando boa recuperação sequencial e gatilhos de valor no que diz respeito ao seu nível de SSS [vendas mesmas lojas] para 2024”, diz a Ativa Investimentos, que aposta ainda em uma redução da alavancagem e crescimento contínuo de 20% da receita anual.

Continua depois da publicidade

Sabesp (SBSP3)

A Santander Corretora espera ainda melhoras no marco regulatório do setor e bons índices de reajuste nas revisões tarifárias da Sabesp, que volta à lista de mais indicadas. “Acreditamos que a potencial privatização em curso transformará a Sabesp em uma história de investimento ainda mais atraente e a colocará entre as poucas ações com forte potencial de valorização nos próximos anos”.

Vale (VALE3)

O Santander mantém visão positiva sobre os preços do minério de ferro no médio prazo, com cotações acima de US$ 100 a tonelada, principalmente pela restrição de oferta.

“Embora reconheçamos que a tese de investimento da Vale continua altamente dependente da China, vemos os fundamentos que apoiam os preços do minério de ferro no curto prazo ainda sólidos, especialmente à medida que nos aproximamos de uma sazonalidade de produção mais fraca no Brasil e na Austrália”, diz a corretora.

Vivara (VIVA3)

Líder no varejo especializado em joias e relógios no Brasil, a Vivara é recomendação na Ágora por seu robusto crescimento de receita, com uma expansão média anual de cerca de 15% no período de 2023-2026, conforme estimativas. Analistas também citam uma boa dinâmica de curto prazo, avanço da área de vendas e perspectivas de lucros mais fortes – com um aumento anual de aproximadamente 21%, em média, no período.

Itaú Unibanco (ITUB4)

A instituição deixou dois portfólios recomendados, mas permanece entre os destaques, com quatro apontamentos. No começo da semana que vem, o banco divulga seus resultados em 2023 e a Ágora espera melhores tendências no crescimento dos empréstimos individuais e na qualidade dos ativos.

“Esperamos que a receita de tarifas registre uma melhoria sequencial, impulsionada pela sazonalidade, enquanto as despesas operacionais podem sofrer uma ligeira pressão de maiores volumes, despesas de marketing e ajustes salariais.”

Localiza (RENT3)

A empresa de locação de automóveis registra quatro indicações no mês. Na avaliação da Ágora, o mercado de veículos seminovos deve melhorar gradativamente, acompanhando o cenário macroeconômico, o que pode impulsionar os papéis da Localiza.

Os especialistas comentam ainda que as ações negociam atualmente a um preço/lucro (P/L) esperado para 2024 de aproximadamente 17 vezes, com desconto significativo frente à média de cinco anos. O múltiplo mostra a relação entre o preço em Bolsa e o lucro projetado. Quanto maior, em tese, mais cara está a ação.

Petrobras (PETR4)

A estatal de petróleo também figura em quatro portfólios selecionados e fecha a lista de destaques de fevereiro. Para o BTG, a Petrobras deve continuar superando seus pares em 2024, pois oferece múltiplos atraentes, e com potencial de expansão, ao passo que os principais riscos seguem diminuindo.

“Um forte nível de produção, capex [investimento] reduzido e uma sólida governança corporativa sustentarão uma geração sólida de fluxo de caixa para o acionista em 2024, permitindo que a Petrobras pague dividendos atraentes, beneficiando tanto acionistas minoritários quanto majoritários.”

Márcio Anaya

Jornalista colaborador do InfoMoney