Carteira recomendada

As 16 melhores ideias de investimento, segundo o Itaú BBA

Foram realizadas seis trocas em relação ao portfólio de agosto

SÃO PAULO – A equipe de análise do Itaú BBA divulgou seu radar de preferências de setembro com os 16 ativos favoritos. Foram realizadas seis trocas em relação ao portfólio de agosto. Deixaram a carteira deste mês as ações de Minerva,Iguatemi, Sabesp, Tenda, Tupy e Raia Drogasil, que deram lugar para os papéis da BRF, BR Malls, Equatorial, MRV, Iochpe-Maxion e CVC. 

O Itaú BBA destaca que a temporada de resultados do segundo trimestre teve 81% das empresas reportando resultados positivos ou neutros, de acordo com levantamento dos analistas.

Das empresas sob o universo de cobertura do banco, na comparação anual, 41% das empresas mostraram surpresas positivas, 40% tiveram resultados neutros e 19% apresentaram surpresas negativas. Dos 13 setores acompanhados, 8 reportaram surpresas positivas, liderados por serviços financeiros, bens de capital e, apesar da operação Carne Fraca, o segmento de alimentos e bebidas também se destacou positivamente. 

PUBLICIDADE

O Itaú BBA divide seus ativos favoritos entre “momentum”, “defensivo” e “potencial”. As ações que fazem parte do segmento “momentum” em setembro são Bradesco, BR Malls, Iochpe, e MRV. O cenário para essas empresas levam em consideração, do lado internacional, o crescimento das economias desenvolvidas, que corrobora para um ambiente positivo nos mercados emergentes. O aperto monetário nos Estados Unidos e a redução no balanço podem ter implicações, porém dados de inflação menores por lá podem levar o Fed (Federal Reserve, o banco central norte-americano) a adiar o aperto monetário.

No Brasil, os dados da economia melhoraram com o PIB (Produto Interno Bruto) positivo no segundo trimestre e os dados de desemprego mostram uma tendência de queda. “Porém, ainda há incertezas sobre aprovação das reformas. Acreditamos que empresas que se beneficiam da recuperação da economia no Brasil podem se beneficiar”, contam os analistas

No segmento defensivo estão as empresas que o banco acredita ter, no mínimo, duas das seguintes
características: boa previsibilidade de geração de caixa, boa distribuição de dividendos e boa
expectativa de resultado no curto prazo, seguindo a visão dos analistas.

“Estas características podem ajudar as ações destas empresas a apresentar um desempenho melhor que o da média do mercado em momentos de queda”, explica o Itaú BBA. A Equatorial e a Telefônica Brasil compõem as empresas que, na visão do banco, apresentam essas características.

No segmento potencial, foram inseridas ações de companhias que apresentem, na avaliação do Itaú BBA, um bom potencial de valorização associado a algum risco, como empresas que dependam de algum evento, seja de aprovações de fusão e aquisição e mudanças legais; empresas que estejam passando por reestruturação
societária ou operacional; ações que apresentem um alto beta; e ações que, segundo os analistas, estejam bem desvalorizados, criando uma assimetria em relação ao potencial de valorização e de desvalorização. A Petrobras, São Martinho e Vale estão neste segmento do Itaú BBA.

Confira todos os 16 ativos favoritos do Itaú BBA e os preços-alvo:

EmpresaTickerRecomendaçãoPreço-alvo
BradescoBBDC4outperformR$ 37,40 no fim de 2018
Brasil FoodsBRFS3outperformR$ 46 no fim de 2017
BR MallsBRML3outperformR$ 15,50 no fim de 2018
CVCCVCB3outperformR$ 43,10 no fim de 2018
EquatorialEQTL3outperformR$ 61 no fim de 2017
FleuryFLRY3outperformR$ 33 no fim de 2017
Kinea Renda ImobiliáriaKNRI11market performR$ 172 no fim de 2017
MRVMRVE3outperformR$ 18,50 no fim de 2017
Iochpe-MaxionMYPK3outperformR$ 24 no fim de 2018
PetrobrasPETR4outperformR$ 18,50 no fim de 2017
LocalizaRENT3outperformR$ 60 no fim de 2018
SmilesSMLE3outperformR$ 88 no fim de 2018
São MartinhoSMTO3outperformR$ 28 no fim de 2018
SuzanoSUZB5outperformR$ 18 no fim de 2018
ValeVALE3outperformR$ 41 no fim de 2018
Telefônica BrasilVIVT4outperformR$ 52 no fim de 2017