Aposentadoria: contribuição à previdência social é maior do que à previdência privada

Quando se trata de rendimento, 49% da renda dos idosos estão concentrados na previdência, predominantemente social

SÃO PAULO – Quando se fala em aposentadoria, a contribuição para a previdência social é dez vezes maior do que a feita para a previdência privada. Os dados foram apresentados na palestra “Longevidade no Brasil e no Mundo”, ministrada pelo cientista social e ex-coordenador da ONU (Organização das Nações Unidas), José Carlos Libânio, durante o III Fórum da Longevidade da Bradesco Vida e Previdência.

Além disso, segundo Libânio, quando se trata de rendimento na aposentadoria, 49% da renda dos idosos brasileiros está concentrada na previdência, predominantemente social.

Renda dos idosos

De acordo com Libânio, além da previdência, 39% da renda dos idosos provém do trabalho, já que, mesmo aposentados, a maioria deles segue exercendo alguma atividade remunerada, seja para manter-se ativo ou para manter o padrão de vida. “A renda vinda do trabalho tem uma importância grande. Quando pergunta-se aos idosos o que eles desejam fazer, eles respondem mais trabalhar do que o lazer”.

A tabela abaixo detalha como estão concentrados os rendimentos dos idosos brasileiros.

FonteConcentração (%)
Previdência49%
Trabalho39%
Aluguéis de imóveis7%
Outras rendas
(inclusive financeiras)
6%

“Os dados mostram que há um espaço grande de crescimento para os produtos financeiros nesta população”, afirmou Libânio.

Orçamento em dia

Veja, abaixo, algumas dicas para manter a saúde financeira na terceira idade:

  • faça seu planejamento financeiro – Quanto você tem de receita e despesa mês a mês no futuro? Inclua todas essas informações no seu orçamento;
  • estabeleça um valor máximo para gastar e que não atrapalhe seu planejamento;
  • pesquise muito antes de consumir, pois há grandes diferenças de preço e excelentes promoções entre os comerciantes;
  • negocie um bom desconto para pagamento à vista (sem estourar o orçamento);
  • evite pagar juros. Como há muita competição entre os comerciantes, existem várias opções de parcelamento sem juros;
  • se não tiver como evitar o financiamento com juros, compare as taxas e o prazo, para encontrar a melhor opção. Cuidado com as facilidades de empréstimos em folha de pagamento. Não comprometa grande parte do seu orçamento futuro, pois você poderá precisar dele numa eventualidade.