Criptomoedas

Apesar de ruídos, bitcoin acumula alta de mais de 100% em 2019

César Tashiro, CEO da corretora de criptomoedas XDEX, explica os motivos que valorizaram o criptoativo em 2019 e dá suas perspectivas para 2020

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

Apesar de um cenário de muito ceticismo, 2019 foi um ano de ganhos para o bitcoin (BTC). Até o momento, a criptomoeda acumula alta de 110% (cotação em real), segundo dados da XDEX, o que, de acordo com o CEO da empresa, César Tashiro, deve-se em parte ao número de grandes Bolsas de Valores introduzindo processos de negociações de margem. 

“A adoção do margin trade permitiu a alavancagem das negociação para os usuários, triplicando ou quadruplicando seus volumes, ou até muito mais do que isso”, explica Tashiro 

Negociações de margem, que também são conhecidas como margin trade, são processos que permitem trocas financeiras entre comerciantes experientes do mercado. Basicamente, os comerciantes “emprestam” dinheiro uns dos outros para realizarem operações com uma alavancagem maior, e devolvem a quantia quando a negociação estiver concluída. 

A valorização notável da criptomoeda neste ano vem na esteira de uma forte queda registrada em 2018, quando o bitcoin teve desvalorização de até 66,01%, tocando o nível de US$ 3.236,76 na sua mínima do ano, de acordo com dados da CoinMarketCap.

Para Tashiro, 2019 foi simbolizado como um momento de compra de bitcoin a um preço muito baixo, beneficiando aqueles que acreditaram na recuperação do criptoativo. 

gráfico da cotação do bitcoin em 2019

Segundo Tashiro, um outro fator que ajudou na valorização do bitcoin foi a criação de outras criptomoedas, que trouxeram mais visibilidade para o mercado. “Projetos como a Libra do Facebook ajudaram com a publicidade dos criptoativos, ajudando cada vez mais a construir um sentimento mais positivo em relação ao blockchain e suas funcionalidades”, conta.  

Para 2020, Tashiro mantém uma visão otimista sobre o mercado de criptomedas. “Acreditamos que os benefícios vão continuar seguindo a mesma linha de 2019. Outros projetos dentro do blockchain vão trazer publicidade para o segmento, o que é bom não somente para o bitcoin, mas para todas outras altcoins”, afirma. 

Quer saber mais sobre operações com bitcoin? Clique aqui e confira essa série gratuita sobre a criptomoeda. São três aulas online que te darão a base para começar a investir em criptoativos.