Anbima e CVM incluem ofertas de Fiagros-FII e fundos de infraestrutura em convênio

Parceria permite que Anbima avalie pedidos de registro de ofertas que podem ser automaticamente registradas na CVM

Equipe InfoMoney

Colheita de soja em Sorriso, no Mato Grosso - 19/03/2004 (Foto/Paulo Whitaker/Reuters)
Colheita de soja em Sorriso, no Mato Grosso - 19/03/2004 (Foto/Paulo Whitaker/Reuters)

Publicidade

A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) anunciaram nesta segunda-feira (8) que as emissões de Fiagros-FII (Fundos de Investimento em Cadeias Agroindustriais do tipo imobiliário) e fundos de infraestrutura também serão elegíveis para avaliação pela Anbima.

A Anbima já analisa ofertas de ações (IPOs e follow-ons), debêntures, notas promissórias, CRIs (para lastros específicos) e fundos imobiliários.

O convênio entre a Anbima e a CVM permite que a associação avalie pedidos de registro de ofertas que, após o rito de análise e o parecer sem restrições, podem ser automaticamente registradas na CVM. Essa parceria entre as instituições existe desde agosto de 2008 e passou por reformulações ao longo dos anos para se adequar às mudanças regulatórias.

Continua depois da publicidade

Diversifique investindo no Brasil e no exterior usando o mesmo App com o Investimento Global XP 

Segundo as entidades, a decisão de incluir esses novos valores mobiliários no convênio foi motivada pela expansão nos últimos anos pela ofertas de Fiagros-FII e de fundos de infraestrutura para o público em geral, além da demanda do mercado por uma análise mais abrangente desses fundos.

A avaliação das ofertas pela Anbima dispensa a necessidade de revisão pela CVM, o que deve reduzir no prazo de análise, mantendo o acesso ao público-alvo originalmente previsto para ofertas de rito ordinário.

Continua depois da publicidade

Segundo Luis Miguel Sono, superintendente de Registro de Valores Mobiliários da CVM, comentou sobre a ampliação do convênio, a medida vai trazer mais “dinamismo às ofertas públicas dos Fiagro-FII e FI-Infra”.

“Estamos avançando no rol de ativos elegíveis à análise da Anbima, atendendo uma demanda das próprias instituições, e com isso contribuindo para termos um mercado de capitais mais ágil e dinâmico, com uma redução significativa no tempo de análise dessas ofertas”, diz Guilherme Benaderet, superintendente de Supervisão de Mercados da Anbima.