Em onde-investir / acoes

XP recomenda compra e eleva preço-alvo de BR Malls após resultados

A atualização visa incorporar os resultados do 3º trimestre da companhia e novas perspectivas econômicas

gráfico alta ibovespa investimento
(Shutterstock)

SÃO PAULO - A equipe de research da XP Investimentos divulgou relatório em que recomenda compra e atualiza o preço-alvo dos papéis de BR Malls (BRML3) para R$ 13,20, o que totaliza um potencial de alta de 16% em relação ao fechamento do último pregão. 

A mudança visa incorporar os resultados do 3º trimestre da companhia, que vieram em linha com as estimativas da XP, além de novas perspectivas econômicas.

"Reconhecemos que o nível atual de múltiplo é atrativo e, que mesmo após a alta recente, a assimetria é positiva", escreve a analista Bruna Pezzin, que assina o relatório.

Em um cenário em que o governo siga uma trajetória econômica liberal, permitindo crescimento sustentável e juros mais baixos, a equipe de análise acredita em uma valorização mais elevada.

"Nossos cálculos ainda não incorporam tais mudanças, e não consideramos expansões além das contratadas, o que poderia resultar em valorização maior", escreve.

De acordo com Pezzin, uma redução de 100 pontos-base na taxa de juros de longo prazo e no risco-país "destravaria" um valor adicional de cerca de 14% para os papéis. 

Ela lembra que as ações do setor são impactadas pela expectativa de juros, e que movimentações na curva afetam o preço dos papéis, seja positivamente ou negativamente. 

"Hoje os papéis negociam a um leve desconto (~4%) em relação ao P/FFO histórico, o que em nossa visão se trata de um patamar ainda atrativo. Ativos podem negociar a prêmio em relação à média histórica em ambiente de crescimento maior, assim como visto em 2011-12, antevendo crescimento maior do FFO", escreve Pezzin.

Resultados em linha com o consenso

A BR Malls divulgou o balanço do terceiro trimestre na última terça-feira (13). Em linhas gerais, os resultados vieram de acordo com as expectativas da XP e com o consenso.

Bruna Pezzin afirma que embora não haja grandes surpresas no período, houve o avanço de métricas importantes, como as vendas em mesmos shoppings (alta de 5,2%), vendas em mesmas lojas (alta de 2,5%) e redução na inadimplência líquida.

Invista nas ações da BR Malls com a melhor assessoria do país: abra uma conta gratuita na XP!

Por outro lado, a taxa de ocupação ficou levemente abaixo do esperado pela equipe de research da XP, em 96,3%, e o nível de descontos permanece acima da média histórica, "embora a empresa afirme já ver tendência de equilíbrio na oferta e demanda pela área locável".

 

Tudo sobre:  Ações  

Contato