Em onde-investir / acoes

Golaço da B3: os novos produtos da bolsa brasileira que devem beneficiar o investidor

Para Raony Rossetti, sócio responsável pelas corretoras do Grupo XP, as novidades devem impactar positivamente o mercado de varejo

B3
(Divulgação)

SÃO PAULO - A B3 anunciou na última semana uma série de iniciativas que devem ser implementadas nos próximos 18 meses. Dentre as 44 novidades, as que mais devem impactar positivamente o mercado de varejo são os Contratos Futuros de Ações e os Microcontratos Futuros de Standard & Poors 500. A opinião é do sócio e head de renda variável da XP, Raony Rossetti.

Rossetti explica que nos últimos anos houve um crescimento de minicontratos negociados no mercado. Desde 2016, por exemplo, o crescimento do volume de operações com estes contratos foi de quase três vezes o aumento do número de investidores na bolsa. “Ficou muito nítido que o público trader, que também olha para os mercados futuros - sobretudo os minicontratos - cresceu de forma gritante [em relação ao público que compra ações para o longo prazo]”, diz.

A entrada dos futuros de ações deve se fortalecer, segundo ele, devido à simplicidade operacional (facilitada através do mecanismo de reajuste diário), à alavancagem (o cliente consegue alavancar mais no mercado futuro do que consegue com ações à vista) e ao histórico de liquidez dos minicontratos, que também deve aumentar.

Essa iniciativa, segundo ele, não deve inibir o mercado de ações, visto que se trata de perfis de investidores diferentes. “O investidor de longo prazo que investe em ação deve continuar comprando ações; e os market makers (formadores de mercado), vão precisar comprar e vender ações para darem liquidez para os futuros. Então os dois mercados devem crescer, mesmo que em velocidades diferentes”, explica. Segundo ele, ao mesmo tempo que o mercado de aluguel de ações pode ser reduzido entre o investidor pessoa física, ele cresce muito no institucional.

Outro fator de atração para o investimento nos contratos futuros de ações é a redução dos custos operacionais. Além de valores reduzidos na corretagem, os minicontratos são mais baratos que os ativos à vista, saindo menos dinheiro do bolso do cliente para fazer operações.

Com relação aos contratos de S&P, trata-se de uma excelente forma dos investidores brasileiros investirem em ações de grandes empresas americanas. Com a criação dos microcontratos isso ficará ainda melhor. Atualmente a variação de um único ponto do contrato de S&P vale US$ 50, valor ainda muito alto para a maioria dos investidores pessoa física. Contudo, com o microcontrato, este valor deverá ser substancialmente inferior, de apenas US$ 2,50. Vale lembrar que a variação mínima é de 0,25 ponto.

“Este minicontrato é oportunidade para os investidores terem exposição internacional. A variação do minicontrato de dólar está muito exposta a fatores macroeconômicos e políticos do Brasil. Quando se investe no microcontrato de S&P a exposição a estes fatores é menor. Eu acho que vai ser um golaço”, diz Rossetti. 

  Contrato Futuro de Ações Microcontrato de S&P
Características Operacional facilitado pelo mecanismo de ajuste diário; mais alavancagem; maior liquidez e valor reduzido de custo operacional Possibilidade de exposição internacional; investidor consegue investir em parte dos contratos da S&P 500 pagando menos
Meses de vencimento Todos os meses março, junho, setembro e dezembro
Disponível a partir do 2º semestre de 2018 2º semestre de 2018

Ambas as novidades devem chegar à B3 no segundo semestre deste ano. Confira, abaixo, as demais iniciativas anunciadas pela B3:

A partir do 2º semestre de 2018

Operação Estruturada de Rolagem de Futuro de Ações e Units
Produto em desenvolvimento para criação de contratos futuros de ações.

Contratos Futuros de moedas negociados em dólares dos EUA
Iniciativa em desenvolvimento para o lançamento de 15 pares de moedas em dólar. Todas as atuais, além de três não oferecidas hoje: Rublo (Moeda Russa), Coroa Norueguesa e Coroa Sueca.

Operação Estruturada de Rolagem de Microcontrato Futuro de S&P 500
A B3 lançará um novo contrato futuro chamado micro S&P. O valor do ponto hoje é de USD 50,00 e a proposta é que seja de USD 2,50.

Contrato de Opções sobre Futuro de FI tipo 5,6,7,8 e 9
Iniciativa para desenvolvimento do mercado de opções de juros com o lançamento de cinco novos tipos de opções sobre futuro de DI. 

Operações Estruturadas de Volatilidade de Taxa de Juro Forward (VTF)
Operações Estruturadas de Volatilidade de Taxa de Juro Forward (VTF).

Minicontrato de Opções sobre Taxa de Câmbio de Reais por Dólar Comercial
Iniciativa em desenvolvimento para lançamento de míni opções para a negociação de expectativa de câmbio, de forma a atrair novos players e aumentar a liquidez do mercado de dólar.

Minicontrato de Opções sobre Taxa de Câmbio de Reais por Dólar Comercial com vencimento semanal
Lançamento de míni opções para a negociação de expectativa de câmbio com vencimentos semanais, de forma a atrair novos players e aumentar liquidez do mercado de dólar.

Empréstimo de BDR NP N1 “Brazilian Depositary Receipts” Não Patrocinado Nível I
A B3 lançará o empréstimo de BDR (Brazilian Depositary Receipts).

Opção de COPOM
A B3 lançará a Opção padronizada sobre a variação da Meta da Taxa Selic, definida nas reuniões do COPOM (Comitê de Política Monetária do Banco Central do Brasil).

ETF Renda Fixa
A Mirae Asset lançará um ETF RF cuja a negociação terá início na B3 em 10 de setembro de 2018.

FM Autônomo
O programa de Formador de Mercado Autônomo para Cash Equities tem como objetivo desenvolver a liquidez de ativos com potencial de crescimento de volume e atrair instituições para atuação no mercado à vista.

CORE1
O projeto CORE1 tem como objetivo alterar a metodologia do cálculo do risco de operações não-alocadas. Estão previstas duas alterações: uma no tratamento das operações estruturadas e outra relacionada à hipótese de inadimplência simultânea de comitentes vinculados às contas másters. 

Line 5.0 - Trading
O LINE 5.0 é uma ferramenta integrada à plataforma de negociação (PUMA) que permite aos participantes estabelecerem limites de pré-negociação e acompanharem os comitentes operando nos mercados administrados pela B3, independentemente da forma de acesso (DMA, Mesa ou Assessor).

PCO - Alocação
O Plano de Continuidade Operacional será divulgado em setembro.

Depositária 4 - Entrega 1
Aplicações de regras de registro e depósito, e de gravames para ativos financeiros – IN 4.593. 

Green Bonds
Tendo em vista a evolução das discussões sobre títulos socioambientais e considerando as recentes emissões com essa característica no mercado de capitais brasileiro, o projeto em questão permitirá emissores indicarem tal característica no sistema da B3.

UP2DATA - Debêntures
UP2DATA é o serviço de fornecimento de informações de final de dia (EOD) e de referência da B3, que organiza, consolida e padroniza a entrega de dados e indicadores de mercado. Nesta fase do projeto, a B3 vai disponibilizar a Precificação de Debêntures na ferramenta.

DVA DATAWISE
O DATAWISE é o serviço que consolida dados dos mercados atendidos pela B3 e os organiza na forma de dashboards. Esses painéis interativos possibilitam a consulta de informações relevantes para o mercado. Nesta fase do projeto, a B3 vai disponibilizar uma API para consumo dos dados do Datawise.

Novos Acessos aos Arquivos B3
Os arquivos disponibilizados ao mercado migrarão do site B3 para novas plataformas. Além desta mudança, alguns layouts de arquivos também serão alterados.

A partir do 1º semestre de 2019

Negociação Eletrônica de Empréstimos de Ativos
A criação da negociação eletrônica de empréstimos de ativos visa manter a dinâmica do mercado de Balcão, com conta Máster e acesso do Buy Side. Permitirá ao investidor escolher a sua contraparte, bem como níveis de concentração de liquidez através de contratos padronizados. Também proverá renovação automática para reduzir os procedimentos operacionais e eliminará dificuldades da cobrança de comissões.

Empréstimos e Compromissada TPF
A B3 está desenvolvendo um novo produto para operações de empréstimo e compromissadas de TPF. O produto está em desenvolvimento pela B3, e passará pela aprovação dos órgãos reguladores.

Ciclo de Liquidação D+2
A B3 irá requisitar, desenvolver, testar e implementar as mudanças mapeadas junto ao mercado para a redução do ciclo de liquidação de ações para D+2. Haverá a redução do ciclo de liquidação D+2; alocação por preço médio e novos fluxos do iMercado que apoiarão os participantes para o ciclo de liquidação D+2.

iMercado Ficha Cad./Pre Matching
Inclusão no iMercado para melhorias de processos de cadastro de cliente não residente. O pre matching servirá para realizar o batimento das informações a liquidar as operações dos não residentes.

iMercado Alocação/API
Mais informações serão disponibilizadas em breve.

Aceitação em garantia - ETF Inter. e BRD NP
Mais informações serão disponibilizadas em breve.

Otimização FPRs Dólar
Permitir que o CORE gere o encerramento de posições com exposição relevante ao fator de risco USDBRL de forma otimizada, aplicando o limite de liquidez diária por fator de risco.

Novas Funcionalidades PUMA
Mais informações serão disponibilizadas em breve.

Depositária 4 - Entrega 2
Mais informações serão disponibilizadas em breve.

LIG
A B3 está desenvolvendo a Letra Imobiliária Garantida.

Duplicatas (Direitos Creditórios)
A B3 deu início ao desenvolvimento de um projeto visando acompanhar a evolução do tema e construir soluções para que os participantes desse mercado possam registrar tais duplicatas. Esse projeto também permitirá o registro da cessão e a constituição de gravame sobre a duplicata.

Derivativos de balcão com CCP
Migração dos derivativos com CCP do iBalcão para o NoMe.

Melhorias em Securitização
A B3 elaborou um projeto para atender as demandas do mercado para Securitização de ativos CRI, CRA e FIDC.

Melhorias Fundos 21
Iniciativa para facilitar o processo de registro e liquidação de cotas de fundo aberto. Quando o distribuidor cadastrar na B3 a compra da cota pelo seu cliente, um workflow será disparado permitindo que as instruções de autorização do negócio sejam geradas tanto para o administrador, quanto para o custodiante e gestor, quando aplicável. Com as confirmações, a liquidação financeira será feita em D0 e a cotização do fundo em D+n, conforme previsto em seu regulamento.

MVP API DATAWISE
A B3 criará novas APIs para consumo dos dados do DATAWISE.

A partir do 2º semestre de 2019

Line 5.0 - Clearing
O LINE 5.0 será integrado à Clearing da B3. Nesta etapa, faremos a validação near time para execuções direta e de destinos de repasse, agregação no documento (conta) e participante. A ferramenta carregará posições no início do dia e consolidará informações do comitente em diversas bolsas e outras funcionalidades que serão disponibilizadas no site do projeto.

Alocação Preço Médio (D+2)
A B3 vai lançar a alocação das operações por preço médio.

Empréstimo ETF RF*
A B3 está estudando em conjunto com a Anbima a possibilidade da criação de um novo modelo simplificado para Empréstimo de ETF de Renda Fixa.

Novas Funcionalidades PUMA
Estamos estudando com o mercado as possíveis funcionalidades que poderão ser aprimoradas e desenvolvidas no PUMA.

Futuros Índices Internacional
A B3 está estudando a possibilidade de listagem de futuros internacionais como Nikkei, DAX e Eurostock.

Gravames
A fim de compor as garantias válidas para aporte, a B3 está estudando a aplicação do gravame para ativos financeiros registrados.

Market Data: Novos Produtos
Mais informações serão disponibilizadas em breve.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Abra uma conta na Clear

 

Contato