Em onde-investir / acoes

Presente de grego? Dividendo de 7,3% da CSN pode ser uma péssima notícia ao mercado

Siderúrgica anunciou o pagamento de dividendos de R$ 890 milhões - um dividend yield aproximado de 7,3% 

Dinheiro
(Shutterstock/Beto Chagas)

SÃO PAULO - Ter uma parte da carteira alocada em empresas que pagam bons dividendos é uma estratégia utilizada por muitos investidores da bolsa de forma a buscar bons retornos no longo prazo. Às vezes, porém, o anúncio de dividendos pode não ser a melhor notícia ao mercado. 

Em relatório, a equipe de análise do BTG Pactual comenta o anúncio "inesperado" de dividendos da CSN (CSNA3) feito na última sexta-feira (17). O valor de R$ 890 milhões anunciado equivale a um dividend yield aproximado de 7,3% e marca o primeiro pagamento de dividendos da siderúrgica em 3,5 anos. A empresa negociará ex-dividendos em 21 de agosto e o dinheiro será pago no dia 29.

Apesar dos dividendos pegarem os investidores de surpresa e serem bem recebidos por eles, os analistas acreditam que o caso aqui é diferente, uma vez que a desalavancagem da companhia permanece a principal preocupação dos investidores. "Nós teríamos preferido uma rota diferente para o capital neste caso, já que acreditamos que é crítico para CSN tirar o risco de seu balanço antes de devolver dinheiro aos acionistas", escrevem os analistas Leonardo Correa e Gerard Roure, que assinam o relatório. 

A expectativa é de que haja uma reação negativa do mercado ao anúncio. "O problema aqui é que tem tido um progresso de equilíbrio muito limitado nos últimos anos (com uma dívida líquida estável superior a R$ 27,1 bilhões / 5.3 x alavancagem), mesmo em um ciclo bull de preços das commodities. Apesar da administração ter sido bem ousada no último conference call de venda de ativos, a realidade é que pouco foi feito até o momento para melhorar a confiança do consumidor, o que acreditamos que é o principal motivo para as ações estarem sendo negociadas a valores tão baixos ultimamente e a confiança continuar baixa no case". 

Com isso, a opção da instituição financeira foi por manter a recomendação "neutra", ou seja, quem está de fora não é recomendável entrar, e quem tem a ação não é recomendável sair. "Continuamos a ver CSN posicionada para aproveitar melhores resultados em 2018 em uma combinação de fatores: forte preço do aço, recuperação dos volumes e uma conta de despesas financeiras líquidas materialmente mais baixa. Ainda estamos esperando, porém, um progresso mais rápido do balanço e esperamos que eles cumpram com a promessa de vender ativos". 

O mesmo sentimento é visto pelos analistas da XP Investimentos: "Com endividamento ainda elevado e foco da estratégia voltado para venda de ativos e queda na alavancagem, o pagamento de dividendo neste momento chama a atenção e deve ser lido negativamente pelos mercados". 

Aberto o mercado nesta segunda-feira (20), ele parece estar feliz com a notícia em um primeiro momento, com a ação subindo timidamente 1%, mas operando na mínima do dia. A ação chegou a subir 2,8% mais cedo.  

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Abra uma conta na Clear

 

Contato