EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em onde-investir / acoes

Siderúrgicas surpreendem analistas e recebem "call" de compra da XP

Segundo a XP Investimentos, os resultados do 2º trimestre foram fortes e sustentam uma visão otimista dos analistas para o segundo semestre

siderurgia
(Shutterstock)

SÃO PAULO - A XP Investimentos divulgou nesta quarta-feira (8) dois relatórios em que atribui recomendação de compra para os papéis de CSN (CSNA3) e Gerdau (GGBR4), após "resultados surpreendentes" no segundo trimestre. 

De acordo com Karel Luketic, analista-chefe da XP e responsável pelo setor de estratégia, mineração, siderurgia e celulose, as siderúrgicas apresentaram resultados fortes que sustentam uma visão positiva para ambos os ativos no segundo semestre. 

CSN

Em relatório, a XP elevou a recomendação de "neutra" para "compra" para os papéis de de CSN (CSNA3). A equipe de análise estima ainda, um preço-alvo de R$ 13 para os papéis da companhia, o que totaliza um potencial de alta de 35% em relação ao fechamento do dia 7.

De acordo com Karel Luketic, o resultado do segundo trimestre foi surpreendente, com um Ebitda (Lucros Antes de Juros Impostos, Depreciação e Amortização) de R$ 1,42 bilhão, contra consenso de R$ 1,3 bilhão. 

Luketic afirma ainda, que vê potenciais surpresas positivas por meio da venda de ativos até o fim do ano, e que os preços de minério de ferro e aço no mercado internacional devem continuar sustentados e acima das expectativas do mercado, o que ajuda a impulsionar os resultados ao longo dos próximos trimestres. "Acreditamos que essa tendência se manterá para o segundo semestre devido aos aumentos de preços de aço no mercado interno, um minério de ferro mais sustentado e um real depreciado", diz. 

Gerdau

Também nesta quarta-feira (8), a XP divulgou um relatório em que sustenta a recomendação de compra para os papéis de Gerdau (GGBR4). Na opinião de Luketic, os resultados do segundo trimestre da siderúrgica vieram mais fortes que o esperado.

Os principais destaques do balanço, segundo ele, foram: i) Ebitda da operação dos EUA subindo 100% na comparação trimestral, por conta de preços; e ii) Ebitda no Brasil 7% acima do esperado, com preços mais altos e apesar dos impactos da greve dos caminhoneiros. "Esperamos uma reação positiva aos resultados de hoje e vemos risco de revisões para cima tanto para nossas estimativas quanto para o consenso em 2018-19", afirma. 

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Abra uma conta na Clear

Contato