Em onde-investir / acoes

Bolsa pode viver 5 anos de alta com reformas, afirma Braga, da XP Gestão

João Braga, gestor da XP Gestão, foi o convidado da edição especial do programa Papo com Gestor desta semana

SÃO PAULO - "Tenho confiança que agora é um bom momento para ter Bolsa", disse João Braga, gestor da XP Gestão, na edição especial do programa Papo com Gestor (confira a entrevista completa no vídeo abaixo) desta semana. Braga é gestor do fundo XP Long Biased FIC FIM, que acumula ganhos de 13,14% no primeiro semestre, enquanto o Ibovespa recuou 4,76%. 

Ele explica que o investidor que está inseguro com o cenário eleitoral deve entrar com posições pequenas, mas não deve esperar passar a volatilidade e esperar pelo início de um ciclo de alta. "Nem começamos a ver um ciclo bom. Se der certo, serão cinco anos bons, parecido com o que tivemos de 2003 a 2008", projeta o gestor, destacando que a atividade econômica do país tem espaço para crescimento forte sem necessidade de investimentos.

"Estamos com 10% negativo de PIB acumulado, 12% de taxa de desemprego. Isso permite juros baixos e estamos mais longe dos gargalos. É um ciclo muito grande e muito bom, se der certo, se fizermos as reformas", pondera Braga. Mas o gestor não irá esperar por sinalizações dos candidatos à presidência sobre o rumo das reformas previstas - e necessárias.

"Não vou esperar reforma pra ter Bolsa. Bolsa é bom todo dia, se der certo é um ciclo muito longo e muito bom. Se der errado, talvez o lado ruim não seja tão grande, porque a assimetria está bem para cima" , explica. Para ele, o ideal agora é ir montando posições no que ficou barato e esperar o vento contra passar: "nosso negocio é a antecipação dos fatos. Se esperar a economia melhorar, a eleição passar, você vai comprar as ações em outro preço. Temos sempre que antecipar movimentos e o melhor jeito é pensando no longuíssimo prazo", explica.

Ações favoritas
Braga, Marcelo Cavalheiro, da Safari, e Fábio Spínola, da Apex, gestores de três dos melhores fundos de ações do primeiro semestre, contaram que o segredo do bom desempenho é ter o "timing" certo para comprar ou vender ações e se despir dos preconceitos com empresas que não são exatamente uma unanimidade no mercado. Para Braga, esses papéis para o segundo semestre são Bradesco (BBDC4), Lojas Americanas (LAME3) e Qualicorp (QUAL3). 

As ações da Lojas Americanas são a maior exposição do fundo da XP e já fazem parte do portfólio há algum tempo. "Ela é uma especie de varejista que tem alavancagem operacional", afirma Braga, destacando a capacidade da empresa de conseguir manter retornos marginais constantes e rebate as críticas de parte do mercado sobre o desempenho da companhia. "Nos últimos 2 anos piorou [o resultado], mas nos últimos 3 trimestres já começaram a melhorar. Eu acho que é mais conjuntural do que estrutural, o mercado achava que era estrutural, mas eu discordo", diz.

Ele ainda compara as Lojas Americanas com o Magazine Luiza, apontando o espaço da primeira para o crescimento em novos canais de vendas e a integração entre as operações físicas. "Ninguém melhor que a Lojas Americanas para fazer isso. Hoje ela tem quase o dobro de lojas do Magazine Luiza e ela ainda pode entrar na questão das lojas de conveniência", conta.

As ações do Bradesco têm a terceira maior posição na carteira do fundo da XP. Braga disse que o papel está barato e, caso a tese de investimento mude, ele pode rapidamente mudar sua posição porque o papel é muito líquido.

Sobre Qualicorp, Braga acredita que o mercado penalizou excessivamente as ações. "O resultado do quarto trimestre foi ruim e a ação tinha que cair, mas o mercado sempre exagera para pior tudo que sai de ruim da empresa", conta. "O mercado está ignorando completamente o micro da empresa, que gera caixa, que não precisa reter capital e que tá num valuation ridículo de barato", diz.

Para ele, a empresa opera um setor com "demanda gigantesca e super resiliente" e tem a vantagem de poder distribuir todo o capital gerado. "A empresa tem uma posição estratégica muito forte e que está zero refletida no preço da ação", acrescenta. 

Quer investir nos fundos da XPClique aqui e abra já sua conta na XP Investimentos

Veja o Papo com Gestor especial - com João Braga, da XP Gestão, Marcelo Cavalheiro, da Safari, e Fábio Spínola, da Apex - no vídeo abaixo: 

Papo com Gestor é um programa de entrevistas semanais apresentado por Thiago Salomão, editor-chefe do InfoMoney. O programa é fruto de uma parceria com a XP Investimentos e trará toda semana uma entrevista com gestores que estão se destacando dentro da lista de fundos da plataforma digital da XP.

 

Contato