EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em onde-investir / acoes

Bradesco BBI recomenda compra de BRF e vê alta de 50%: "compre antes que seja tarde"

Analistas acreditam que ainda há espaço para o papel se valorizar ainda mais

Recomendação de compra
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Essa pode ser a melhor hora para comprar os papéis de BRF (BRFS3). Pelo menos é o que diz o analista Leandro Fontanesi, do Bradesco BBI, que elevou a recomendação das ações para Outperform (performance acima da média do mercado), estimando um preço-alvo de R$ 35 - um upside de 50,21% em relação ao fechamento do dia 17. "Compre antes que o plano de recuperação seja totalmente precificado", afirma.

Em relatório, Fontanesi explica que acredita que o plano de reestruturação anunciado em julho pelo novo CEO da BRF, Pedro Parente, faz sentido, mas que apenas 40% está precificado. Segundo ele, a empresa encolherá suas operações para uma nova demanda à realidade (corte de 5% no número de funcionários), foco em menos mercados (doméstico, Hatal, Ásia) e monetização de R$ 5 bilhões em ativos para quitar sua alta dívida de R$ 21 bilhões. 

De acordo com o Bradesco BBI, a empresa está negociando a 8x o EV/EBITDA (Valor da Empresa/ Lucros Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização, na sigla em inglês) estimado para 2019, um desconto de 25% em relação ao seu histórico pré-2014 e 11x para alimentos processados globais. "Em nossa opinião, esse desconto é explicado pelas preocupações dos investidores de que a BRF pode não ser capaz de honrar seus pagamentos de dívida", escreve a equipe de análise. 

Quer investir nas ações da BRF? Abra uma conta na Clear

Em 2018, as ações da BRF sobem 29,44% e os analistas do Bradesco BBI afirmam que ainda enxergam espaço para o papel se valorizar. "Esperamos que as ações da BRF subam 32% no segundo semestre deste ano e negociem a um EV/EBITDA justo de 10x até 18 (um desconto conservador de 10% para pares históricos / globais), enquanto a companhia executa seu plano de recuperação e os investidores pagam novamente para um jogador sustentável (com dinheiro suficiente para pagamentos da dívida)", concluem.

Contato