Em onde-investir / acoes

Vale deve pagar dividendo histórico de 10%, calcula especialista da XP

A recomendação para o papel é de compra, com potencial de valorização para R$ 70 em 12 meses, o equivalente a alta de 38,6%

escavadeira - minério de ferro - commodities
(Tim Wimborne/Reuters)

SÃO PAULO - As ações da Vale (VALE3) acumulam alta de 26,8% até o fechamento desta quinta-feira (12), mas ainda podem se valorizar mais ao longo dos próximos meses. Além disso, a companhia deve pagar dividendos de 10%, segundo Marco Saravalle, especialista da XP Investimentos, que prevê Selic em 8% no próximo ano. Ou seja, o retorno com dividendos na Vale pode superar a média das aplicações em renda fixa, que usam o CDI como benchmark.

"Temos muito bons argumentos para continuar com posição de Vale no longo prazo. Se olhar para o preço do minério, ele é muito bom para o patamar da Vale. O custo de produção, dependendo da mina, é abaixo de US$ 10, e hoje o minério está na faixa de US$ 60", destacou Saravalle durante o programa Bê-a-Bá da Bolsa (confira no player acima). 

O bom desempenho no primeiro semestre foi decorrente da alta nos preços do minério de ferro, da disparada de 17% do dólar, e da reestruturação da companhia em busca de maior governança corporativa. "O presidente da Vale vem sinalizando que ele quer trazer mais previsibilidade para um negócio que não é tão previsível assim", diz o especialista .

Apesar das expectativas otimistas, Saravalle lembra que a Vale é uma empresa brasileira e a ação sofre influência local, ainda que seu fundamento não seja afetado e seu negócio seja dolarizado, 

Upside de 38,6%
Os fundamentos da Vale foram avaliados com profundidade na nova plataforma de conteúdo para análise de Renda Variável, o XP Research. A recomendação para o papel é de compra, com potencial de valorização para R$ 70 em 12 meses, o equivalente a 38,6%, com base no fechamento de quinta-feira (11).

Veja o resumo da análise do XP Research para Vale: 

Por que comprar? (1) cenário de minério de ferro e níquel construtivo e acima das expectativas de consenso; (2) mercado conservador, múltiplo descontado e à véspera do maior ciclo de dividendo da historia da empresa; (3) a companhia se beneficia de um cenário adverso, já que ganha com a alta do dólar, portanto, é um papel interessante no atual cenário de incerteza, trazendo proteção

Quais os riscos? Desaceleração da economia chinesa além do esperado, levando a uma queda material em preços de commodity; valorização do real em relação ao dólar, na medida que a Vale tem um negocio dolarizado; e não concretização da alta nas vendas de veículos elétricos ao longo dos próximos 3 a 5 anos, levando a um preço de níquel menor do que esperado.

Quer investir com a ajuda de assessoria financeira especializada e GRATUITA? Clique aqui e abra já sua conta da XP

Contato