Em onde-investir / acoes

Carteira InfoMoney zera participação de Magazine Luiza com ganhos de 38%

A valorização das ações do Magazine Luiza contribuiu para o desempenho da Carteira InfoMoney, que acumula ganhos de 3,2% neste ano, enquanto o Ibovespa tem perdas de 7,1%  

Magazine Luiza
(Reprodução/Facebook)

SÃO PAULO - Uma das melhores ações da Carteira InfoMoney no ano, do Magazine Luiza (MGLU3) deixou o portfólio recomendado na última segunda-feira (25) com um lucro de 38%. O anúncio foi feito aos assinantes do relatório Carteira Infomoney Premium e alunos do curso  "Como Montar uma Carteira de Ações Vencedora" na comunidade do Facebook no mesmo dia da mudança.

Além da saída do Magazine Luiza, o analista da Carteira InfoMoney, Thiago Salomão, já explicou qual ativo substituirá essas ações e fará parte do portfólio recomendado para julho. Não conhece a Carteira InfoMoney? Clique aqui. A carteira completa será anunciada ao público no dia 5 de julho, às 15h (de Brasília), no InfoMoney TV.

O Magazine Luiza entrou na carteira em janeiro (cotado a R$ 84,33) e teve um aumento de participação em abril (cotação em R$ 97,83). A venda foi no preço de R$ 122,75, o que implica em lucro de 45,5% na primeira leva e de 25,5% na segunda compra, com 38% de lucro médio total.

Essa é a sexta vez que o Magazine Luiza deixa a Carteira InfoMoney. "Não aconteceu nenhuma piora de fundamentos para ela sair da Carteira. A ação saiu porque conseguiu subir em um período em que a Bolsa andou muito mal. A relação risco-retorno não ficou mais tão atrativa", explica Salomão. 

O analista segue acreditando nos fundamentos da companhia, mas avalia que um eventual acontecimento negativo tem potencial elevado de derrubar a cotação do papel, enquanto um evento positivo deve possibilitar valorização menor. Se tiver correção, a ação pode até voltar para o portfólio, mas as condições são específicas: o valuation teria que ser mantido e a ação precisa devolver todo o ganho obtido neste mês, explica Salomão.

A Carteira InfoMoney acumula ganhos de 3,2% neste ano, 10 pp acima do Ibovespa, que tem perdas de 7,1%. Desde o início da carteira, em janeiro de 2016, o ganho acumulado é de 89,6% ante 62,9% do Ibovespa no mesmo período. 

Os ganhos líquidos com a Carteira InfoMoney - e qualquer outro portfólio - são maiores quando o custo operacional é reduzido. Por isso, procurar por corretoras que oferecem preços baixos na corretagem, como a Clear que cobra apenas R$ 0,80 por operação, ajuda a potencializar os ganhos líquidos. 

Quer investir em ações pagando só 0,80 de corretagem?  Clique aqui e abra sua conta na Clear

Contato