Em onde-investir / acoes

Novata na bolsa ganha recomendação de compra do Bradesco

O preço-alvo foi estimado em R$ 21, valor 36,5% acima do fechamento de sexta-feira (25)

Bolsa de valores
(Shutterstock)

SÃO PAULO – A equipe de análise do Bradesco BBI iniciou a cobertura de Carrefour Brasil (CRFB3) com recomendação outperform (desempenho acima do mercado, o equivalente a compra). O preço-alvo em 12 meses foi estimado em R$ 21, valor 36,5% acima do fechamento de sexta-feira (25).

Segundo os analistas, a empresa oferece um crescimento consistente, com altos índices de retorno e desconto de 23% em relação aos seus pares. “O negócio de Cash & Carry (C&C) [atacarejo] do Atacadão é um dos formatos de varejo de alimentos mais atraentes do mundo, com maior densidade de vendas do que qualquer outro par nos mercados emergentes”, destacam os analistas.

O Bradesco avalia uma duplicação das lojas do Atacadão, impulsionando a consolidação da participação de mercado de cerca de 50% detida pelas empresas independentes. “Vemos o Assaí com um risco maior de perder clientes de hipermercados que o Atacadão e achamos que o Carrefour se beneficiará do plano de conversão do Grupo Pão de Açúcar”, observa.

A expectativa é que o crescimento das vendas nas mesmas lojas acelere no quarto trimestre e a recuperação do setor de serviços de alimentação ajude o Atacadão a retornar para cerca de 10% em 2018. "Olhando para 2018 e para além, a recuperação da indústria de serviços alimentícios (após três anos de crescimento de volume de 0%) deve apoiar o crescimento no Atacadão. Além disso, nossos estudos de caso do Reino Unido e da Polônia sugerem que a mudança de tráfego cíclico para C&C será permanente. Se estivermos errados, vemos Assaí em maior risco do que o Atacadão", avalia o Bradesco. 

A empresa é uma melhor aposta no crescimento de longo prazo de C&C, segundo o Bradesco, porque o Atacadão já representa 63% do ebitda de vendas do Carrefour, enquanto o Assaí contribui com apenas 38% do ebitda do Grupo Pão de Açúcar.

 Neste contexto, a ação do Carrefour Brasil é a favorita do Bradesco BBI no setor de varejo de alimentos na América Latina.

 

Contato