Em onde-investir / acoes

Bradesco BBI avalia chance de privatização e eleva preço-alvo de ação

Analista destaca que o Rio Grande do Sul está atualmente negociando com o governo federal para se juntar ao processo de recuperação fiscal

Trader Bolsa surpreso feliz
(Shutterstock)

SÃO PAULO – A equipe de análise do Bradesco BBI elevou o preço-alvo das ações do Banrisul (BRSR6) de R$ 16 ao fim de 2017 para R$ 18 no final de 2018, valor 18% acima do fechamento de segunda-feira (21). A recomendação para o papel foi mantida em neutra.

O Bradesco destaca que o estado do Rio Grande do Sul está atualmente negociando com o governo federal para se juntar ao processo de recuperação fiscal.

“O estado decidiu deixar de pagar sua dívida junto ao governo, preferindo pagar o funcionalismo público. Em nossa opinião, esta decisão não interromperá as negociações de recuperação fiscal, negociações que levarão muitos a acreditar que o Banrisul será privatizado”, avalia Rafael Frade, analista do Bradesco BBI.

A equipe de análise acredita que a privatização do Banrisul continua com “chances pequenas” de ser efetivada. Enquanto o governo está empenhado em privatizar empresas de serviços públicos, como a Companhia Riograndense de Mineração, a Companhia Estadual de Energia Elétrica e a Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul) e solicitou ao legislativo estadual que aprovasse um referendo com essa intenção, o Banrisul não está incluído na petição.

“Durante a nossa viagem ao Rio Grande do sul, vimos os dois lados conflitantes em relação a uma potencial venda do Banrisul”, conta o analista. Por um lado, Frade explica que os membros técnicos do secretariado de finanças parecem concordar que é improvável que qualquer solução para a situação fiscal do estado, que não inclua a privatização do Banrisul, seja bem sucedida.

Do outro lado, muitos representantes do estado e grande parte do público em geral parecem bastante hostis à privatização com base em experiências ruins no passado, segundo o analista. “Na verdade, muitas pessoas estão argumentando que, se vender a joia da coroa do Rio Grande do Sul não resolverá o problema, é melhor não vendê-la”, conta Frade.

A atualização do preço-alvo levar em consideração os resultados do segundo trimestre e ajustar alguns pressupostos, como custo do risco e margem de juros líquidos, e também incorpora taxa Selic mais baixa e alíquota de imposto efetiva mais alta.

“Reconhecemos que há espaço para o Banrisul expandir sua rentabilidade em 2018, mas o valuation atual do banco de 0,9x P/BV18 ??parece já ter precificado uma parcela de melhoria e, portanto, permanecemos neutros”, explica o analista.

 

Contato