Em onde-investir / acoes

Suno Research recomenda compra de ação de banco de olho em dividendos

 Ao fim do primeiro trimestre, o Itaú Unibanco tinha valor de mercado de US$ 78,8 bilhões, com R$ 1,4 trilhões em ativos e ROE de 22%, o maior entre os bancos brasileiros

gráfico subindo
(Shutterstock)

 SÃO PAULO – A equipe de análise da Suno Research avalia que a compra de ações do banco Itaú, tanto as ordinárias (ITUB3) como as preferenciais (ITUB4), como uma “boa opção de investimento”.

 “Acreditamos que o investidor que opte por iniciar compras no ativo deverá colher bons frutos no longo prazo e um bom fluxo de dividendos”, avalia a Suno.

 O Itaú é, atualmente, o maior banco privado do Brasil, com valor de mercado de cerca de R$ 260 bilhões, mais de 50 milhões de clientes (considerando as operações de cartão de crédito) e lucro anual de R$ 21,6 bilhões (2016), sendo o mais lucrativo entre todos os bancos brasileiros.

 A Suno destaca o fato de o Itaú ter um controle familiar –Egydio Souza Aranha e Moreira Salles. “Em nossa visão é positivo e vem garantindo um alinhamento de interesses e visão de longo prazo”, avalia.

 O banco iniciou o ano de 2017 com um resultado líquido forte, com aumento de quase 20% ante o primeiro trimestre de 2016, o que demonstra que o banco, mesmo num cenário ainda adverso da economia, segue com uma geração de caixa e lucratividade robusta e diferenciada, avalia a Suno.

 Ao fim do primeiro trimestre, o banco tinha valor de mercado de US$ 78,8 bilhões, com R$ 1,4 trilhões em ativos e ROE (retorno sobre o patrimônio) de 22%, o maior entre os bancos brasileiros.

 A Suno recupera o histórico do Itaú Unibanco para justificar sua recomendação. “Quando olhamos para o histórico de lucratividade, os dados são impressionantes, com o banco crescendo a uma taxa bastante elevada ao longo de sua história”.

 Os bancos Itaú e Unibanco juntos, em 2000, lucravam cerca de R$ 1,8 bilhões. Hoje, após a fusão das duas instituições, o Itaú Unibanco lucrou R$ 21,6 bilhões em 2016. “A estimativa é de números ainda melhores em 2017 e nos próximos anos com a possível retomada da economia”, afirma a Suno.

 Os dividendos também se multiplicaram, fazendo com o que o retorno obtido através de proventos pelos acionistas fosse aumentado consideravelmente, o que colaborou para um desempenho forte das ações do Itaú, que foram ótimos investimentos nas últimas décadas, em especial para aqueles investidores que reinvestiram os proventos, avalia a Suno.

 “Também devemos ressaltar que recentemente o banco anunciou um aumento de payout, que agora deverá ficar entre 35% e 45%, o que deverá elevar os dividendos no banco em relação aos últimos anos e gerar um maior fluxo de caixa aos acionistas”, explica a Suno.

  A Suno entende que, com um cenário econômico mais saudável e menos nebuloso, maior concessão de crédito e aumento do consumo das famílias – além da redução das taxas de juros, que aumentam as margens financeiras –, os resultados do Itaú, que passaram praticamente ilesos durante essa crise, deverão evoluir ainda mais nos próximos anos.

 As ações preferenciais do Itaú Unibanco (ITUB4) apresentam um múltiplo P/L de cerca de 10 vezes, o que é considerado atrativo, pela Suno. “Por conta de um histórico de lucratividade impressionante e maior eficiência operacional, além de um ROE substancialmente maior que os pares não apenas brasileiros, mas internacionais também, nossa preferência no setor bancário é por Itaú”, afirma.

 

Contato